Conhecendo o lado Buda da cidade de Budapeste

Bastião dos Pescadores, Budapeste.

 

Reserve um dia inteiro para visitar o lado Buda da cidade de Budapeste. No lado Buda são quatro as principais atrações: o Castelo de Buda, o Bastião dos Pescadores, a Igreja de Matias e a Citadella, sendo os três primeiros muito próximos. Os três primeiros é um passeio “três em um”.

O que fazer no lado Buda da cidade

Conhecemos o lado Buda no nosso segundo dia em Budapeste. Saímos do Nova Aparthotel e pegamos o metrô na estação Blaha Lujza que era bem próxima. Em Budapeste, para evitar o stress do trânsito deixamos o carro no estacionamento do aparthotel e andamos o tempo todo de transporte público.

Bastião dos Pescadores - Budapeste
Bastião dos Pescadores – Budapeste

Atravessando a Ponte das Correntes (Ponte Széchenyi Lánchíd) saindo do lado Peste para o lado Buda, chega-se na Praça Adam Clark, onde se encontra a Pedra do Marco do  Quilômetro Zero e no fim da praça, o acesso ao funicular que sobe para o Castelo de Buda. A curiosidade sobre o Marco do Quilômetro Zero, é que é a partir dele que são medidas todas as distâncias na Hungria.

Na imagem abaixo, dá para ver a pedra do Marco Zero bem no centro da imagem e o trilho do funicular ao fundo e um pouco mais à direita. Foi nesta mesma praça que pegamos o micro-ônibus para o Castelo.

Para subir à Colina de Buda, além do funicular há o micro-ônibus, que na verdade é um carrinho aberto, o Castle Shuttle Budapest, cuja parada é próxima do local de acesso ao funicular, alguns metros à esquerda deste.

Quando chegamos na base de onde sai o funicular a fila era gigante, então fomos procurar o local de partida do micro-ônibus e decidimos subir com ele. O micro-ônibus é ótimo, tem um preço semelhante ao funicular e você pode subir fazendo paradas em pontos de interesse, pegar o micro-ônibus novamente e continuar morro acima 🙂 Recomendo o micro-ônibus.

Budapeste - Official Castle Shuttle
Budapeste – Official Castle Shuttle

São dois trajetos, o que leva até o Castelo e Buda e o que além do Castelo, também leva à Cidadela, este último custa um pouco mais caro. São vários carros e para o Castelo de Buda a partida é a cada 15 minutos. Para a Cidadela a partida é a cada 60 minutos. Tem que perguntar para o condutor do micro-ônibus sobre como ir para a Cidadela. A Cidadela é o caminho na cor vermelha/laranja na imagem abaixo.

Budapeste - Official Castle Shuttle
Budapeste, Official Castle Shuttle – rota. Clique para ampliar.

Quem preferir e gostar de fazer uma caminhada puxada, dá para subir a pé. 🙂
O interessante é subir com o micro-ônibus ou com o funicular e descer a pé. O dia estava quente e ensolarado, muito gostoso para passear na colina de Buda.

Bastião dos Pescadores

Nossa primeira parada foi no Bastião dos Pescadores. O Bastião dos Pescadores (em húngaro: Halászbástya), junto com o espetacular Parlamento, é provavelmente uma das atrações mais visitadas de Budapeste.

Bastião dos Pescadores, Budapeste.
Bastião dos Pescadores, Budapeste.

O Bastião é um mirante construído entre 1895 e 1902, em estilo neorromânico  e neogótico, e está situado na colina de Buda, nas margens do Danúbio. Suas sete torres homenageiam as sete tribos fundadoras da Hungria. Na fortaleza há também uma estátua de Estevão I, o primeiro rei húngaro (1000-1038).

Bastião dos Pescadores
Estátua de Estevão I no Bastião dos Pescadores
Bastião dos Pescadores
Estátua de Estevão I no Bastião dos Pescadores

No local há alguns restaurantes que ocupam uma parte privilegiada do mirante, para ter acesso a esta parte é só consumindo, mas uma parte do terraço é de acesso livre e é ali que o povo que não vai aos restaurantes disputa um pedaço do terraço para fazer as suas melhores fotos. Nós também 😉

Bastião dos Pescadores, Budapeste.
Bastião dos Pescadores, Budapeste.

Igreja de Mathias

A Igreja de Mathias é a igreja católica mais famosa de Budapeste. Está situada na colina de Buda, bem próxima do Bastião dos Pescadores, não tem erro.

Igreja de Mathias, Budapeste
Igreja de Mathias, Budapeste. Foto: Maria Eugênia

O início da construção ocorreu no século XIII (os pesquisadores acreditam que a construção começou em 1246/1247). Sofreu várias reformas, ampliações, destruições e restaurações ao longo dos anos. No final da Segunda Guerra Mundial, durante o cerco de Budapeste, a igreja foi severamente danificada e sua restauração começou em 1954, durando até a década de 1970.

Igreja de Mathias, Budapeste
Igreja de Mathias em Budapeste

Sissi foi coroada rainha da Hungria aqui, nesta Igreja

Importantes fatos históricos aconteceram na Igreja de Mathias, um deles foi a coroação de Franz Joseph Imperador da Áustria e sua esposa, Rainha Elisabeth (Sissi) como rei e rainha da Hungria. Isso foi em em 8 de junho de 1867.

Sissi, Igreja de Mathias
Escultura da Sissi no interior da Igreja de Mathias. Foto: Maria Eugênia

A Igreja abriga também, na Capela da Santíssima Trindade, a tumba do rei Béla III e sua esposa, Anne de Châtillon.

Tumba do rei Béla III e Anne de Châtillon. Igreja de Mathias, Budapeste
Tumba do rei Béla III e sua esposa, Anne de Châtillon. Foto: Maria Eugênia

A visita à Igreja é paga. É possível comprar bilhete para visitar só a Igreja, só a torre ou um bilhete combinado igreja + torre. O bilhete pode ser comprado no local. Nós visitamos só a Igreja, não subimos a torre.
Fotos de Maria Vitória

Horário de Funcionamento
A visita à torre acontece de hora em hora, das 10h às 17 horas, com grupos de no máximo 25 pessoas. A visita somente à Igreja (pelo que consegui entender) acontece das 9h às 20h.

Não é muito claro o limite do horário de abertura e fechamento da Igreja para visitação e esses horários podem variar dependendo da época do ano, por isso recomendo que acessem o site oficial da Igreja de Mathias para ter certeza dos horários.

Budapeste - Colina de Buda
A colina de Buda e o micro-ônibus

Há muito mais coisa para conhecer e curtir na Colina de Buda, uma delas é passear pelas ruelas da região. O micro-ônibus ajuda muito nisso.

Complexo do Castelo de Buda

Após curtimos a região onde fica o Bastião dos Pescadores e a Igreja e Mathias, pegamos novamente o micro-ônibus para visitar o Castelo de Buda. O castelo fica no topo da colina e abriga o Museu Histórico de Budapeste e a Galeria Nacional Húngara.

O Castelo de Buda
O Castelo de Buda

Assim que chegamos, ainda de dentro do micro-ônibus, nos deparamos com essas ruínas que não vou saber dar mais informações para vocês, porque não consegui saber nada a respeito dela. Pesquisei na internet, nos sites oficiais de Budapeste, e não achei nada sobre. Se você visitar o Castelo de Buda e conseguir informações sobre essas ruínas, conte para nós nos comentários.

Castelo de Buda - ruínas
Ruínas próximas ao Castelo de Buda. Foto Maria Vitória

A vantagem de fazermos tudo por conta própria é sermos donos de nosso tempo e sair mais barato. A desvantagem, principalmente nesses países e língua difícil, é que deixamos de saber muita coisa que se tivéssemos contratado um tour guiado teríamos aprendido, como por exemplo, sobre as ruínas na colina de Buda. 😉

Quando visitamos, o local estava sendo preparado para o Festival do Vinho, estavam montando o palco, instalando o som, barraquinhas, etc. Aquela foto bonita do Castelo de Buda, não deu!  O Festival do Vinho acontece todos os anos no mês de setembro.

Castelo de Buda
Preparativos para o Festival do Vinho

A visita à parte exterior do castelo e seus jardins é gratuita, já a visita ao museu e Galeria Nacional  é paga.

Fonte de Matthias ( Mátyás kútja )

Fonte de Matthias no Castelo de Buda
Fonte de Matthias

O castelo e seus jardins são decorados com muitas obras de arte, desde a sua fundação no século XIV. Muitas dessas obras sobreviveram à destruição durante o cerco de Budapeste na 2ª guerra mundial.

A Fonte de Mathias é uma das obras de arte mais fotografadas pelos turistas. Ela decora o pátio do Castelo de Buda e foi feita pelo escultor Alajos Stróbl.

A fonte mostra um grupo de caçadores liderados pelo rei Matthias Corvinus, juntamente com cães de caça, um cervo morto, Ga leotto Marzio com um falcão e Szép Ilonka com uma corça.

Fonte de Matthias no Castelo de Buda
Fonte de Matthias no Castelo de Buda

Palácio Presidencial

O Palácio Presidencial fica na colina de Buda, ali pertinho do Castelo. Construído originalmente para a aristocrática e a rica família Sandor, entre 1803-1806, o palácio neoclássico era tão luxuoso em sua época, que até os estábulos eram feitos de mármore. fonte: Buda Castle

Palácio Presidencial na colina de Buda
O Palácio Presidencial na colina de Buda

Observe que não há muros ou cercas limitando o acesso dos pedestres.

Palácio Presidencial na colina de Buda
O Palácio Presidencial na colina de Buda

Atravessei o Museu e saí não sei onde

Com nosso passeio um pouco prejudicado pela montagem do Festival do Vino, entramos no Edifício do Museu, na parte não paga, para ver da porta, já que não íamos visitar o museu. Quando olho, há uma porta de vidro no final e nos dirigimos para lá e saímos num local coisa mais linda!

Museu Histórico de Budapeste
Museu Histórico de Budapeste. Foto: Maria Eugênia

Acredito que pouca gente conhece essa “passagem secreta” rss, porque o local estava extremamente vazio se comparado com a multidão de pessoas do outro lado.

Castelo de Buda
Do outro lado do Museu

Fomos caminhando encantados com o que encontramos e chegamos na Torre de Buzogány.

Veja a galeria de fotos do caminho

Segundo o que eu li, o corpo da torre é de origem medieval , mas a parte superior foi construída em meados do século XX. Nas fotos antigas, o corpo da torre era mais largo e essa cúpula da torre não existia.

Torre de Buzogány
Torre de Buzogány na colina de Buda
Colina de Buda
Na colina de Buda. Foto: Maria Eugênia
Na colina de Buda.
Na colina de Buda. Foto: Maria Eugênia

Observe na imagem abaixo o caminho que fizemos. Veja a cúpula (na cor verde) do Castelo de Buda, num plano mais próximo a Torre de Buzogány e observe, em primeiro plano, a edificação da foto acima.

créditos da foto: commons.wikimedia.org

Descendo do Castelo de Buda a pé

Fomos caminhando, explorando nossas conquistas e chegamos ao portal onde iniciamos nossa descida para os jardins do Castelo. O caminho é lindo e a vista é espetacular.

Colina de Buda
Descendo a Colina de Buda, em Budapeste. Foto: Maria Eugênia
Danúbio, Budapeste.
Que tal essa vista do Danúbio? Foto: Maria Eugênia

Os Jardins do Castelo

Descemos a pé até os jardins do castelo. Num dado momento, já bem próximo dos jardins, havia duas opções de caminho, eu e meu marido seguimos por uma e nossos filhos pela outra e nos encontramos nos jardins.

Jardins do Castelo de Buda.
Jardins do Castelo de Buda. Foto: Maria Vitória
Jardins do Castelo de Buda.
Jardins do Castelo de Buda. Foto: Maria Vitória
Jardins do Castelo de Buda.
Jardins do Castelo de Buda.
Jardins do Castelo de Buda.
Jardins do Castelo de Buda. Foto: Maria Eugênia
Castelo de Buda
Castelo de Buda. Foto: Maria Eugênia

Almoçando ou Jantando?

Como já é de praxe, e quem acompanha nosso blog percebeu isso, almoçar e jantar sempre foi o ponto complicado de nossas viagens. Às vezes nosso almoço é um sanduíche e às vezes o passeio está tão interessante que as horas passavam sem a gente perceber. Não sei se posso chamar essa refeição de almoço ou de jantar, já que ela aconteceu às 18h30, mas não havíamos comido nada desde o café da manhã, além de um sorvete no Bastião dos Pescadores. 🙂

Citadella

A Citadella é o ponto mais alto da cidade de Budapeste, está situada no Monte Géllert. Foi construída em 1854 pelos Habsburgo como edifício de vigilância. No local há também um búnquer da Segunda Guerra Mundial e o Monumento à Libertação dos nazistas.

O Schuttle do Castelo de Buda, vai até a Cidadela, mas nós não entendemos isso na ocasião e não compramos o ticket do micro-ônibus que levava à Cidadela. Acabamos não visitando o lugar, o que eu lamentei profundamente.

Clique no street View abaixo e passeie virtualmente pela Cidadela e Monte Géllert.

Onde se hospedar em Budapeste

É no centro da cidade, no lado Peste, que tem a maior oferta de hospedagem. Embora a cidade não seja cara, também não é baratinha. Nós ficamos no Nova Aparthotel  como comentei no post O que fazer em Budapeste.

Nosso apartamento no Nova Aparthotel tinha dois quartos, sala e cozinha conjugados, hall de entrada e banheiro, bastante confortável. O aparthotel possui estacionamento.

Nova Aparthotel - Budapeste
Sala de nosso apartamento no Nova Aparthotel – Budapeste

Pelo booking selecionei 10 apartamentos que eu gostei tanto do lado Buda quando do lado Peste. Coloquei as dicas de hospedagem no post O que fazer em Budapeste.

Como se locomover em Budapeste

Transporte Público
Compramos os tickets diretamente na estação do metrô, havia máquina automática e também guichê de venda. Veja o preço do transporte público para cada modalidade de ticket.

Ônibus turístico
Para quem sente muita dificuldade com a língua local (acho que a maioria rss) uma opção de transporte em Budapeste é o ônibus turístico. Dá para subir e descer em qualquer de suas paradas para explorar a cidade no ritmo pessoal. O ônibus conta com mais de 20 paradas.

Existe o ticket para 24 horas, 48 horas e 72 horas. Na minha opinião, os tickets de 48 horas e 72 horas são os melhores. O ticket de 48 horas inclui um cruzeiro pelo rio Danúbio e o de 72 horas além de tudo que tem no anterior,  inclui um tour noturno de ônibus aberto pela cidade e o serviço de ônibus de traslado de ida e volta ao Castelo de Buda. Budapeste à noite é maravilhosa, linda, espetacular!!!  Veja os preços, roteiro e como reservar pela Civitatis.

Passeio de barco pelo Danúbio
Para quem curte passeio de barco, Budapeste é o lugar! Em especial o passeio ao anoitecer, vale muito a pena porque a vista noturna da cidade de Budapeste é espetacular. Se você comprar o ticket do ônibus turístico de 24 horas (dois dias) ou 72 horas, o passeio de barco está incluído, mas se quiser curtir só o passeio, também dá. Veja aqui os detalhes do passeio da Civitatis.

 

Budapeste e o Danúbio
Budapeste e o Danúbio

 

Para planejar sua viagem

Booking.com - Hotel, hostel ou apartamento? No booking é fácil reservar e fácil de cancelar. Aproveite os descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis. Observe as regras de cancelamento de cada hospedagem.

Airbnb - Se viajar mais como local do que como turista é o seu estilo, no Airbnb você encontra casas, apartamentos e até quartos na casa de alguém.

Flixbus - A Flixbus é uma empresa de ônibus que atua em grande parte da Europa. São 1.700 destinos em 28 países.

Aluguel de automóvel - Pensando em alugar um carro? Na Rentcars você paga em reais e sem IOF nas reservas internacionais feitas no Brasil.

Seguros Promo - Você escolhe a seguradora entre as mais famosas do mercado.

Reservas on-line de passeios, ingressos e outras atividades turísticas
No Brasil - TourOn
No exterior - GetYourGuide e Civitatis

Gostou do blog? 😊 O Conheci e Curti participa de programas de afiliados de empresas do setor de viagens e turismo. Isso significa que se você fizer alguma reserva através dos links aqui no blog você nos ajuda com uma pequena comissão. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo para o Conheci e Curti!

 

Referências

Nossa experiência pessoal
Castle Shuttle Budapest
Igreja de Mathias
Castelo de Buda
Bastião dos Pescadores
Civitatis

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: