Aldeias Históricas de Portugal, Trancoso. ConhecieCurti.

A aldeia histórica de Trancoso e muitas emoções nesse dia

Trancoso é uma das 12 Aldeias Históricas de Portugal. Conhecer essa região foi espetacular, adorei!

Trancoso foi nosso primeiro destino das Aldeias Históricas de Portugal. Pertinho de Guarda, 33 minutos de automóvel, numa distância de 37 km, em Trancoso começou a aventura de nosso 10º dia de viagem. E que aventura!

Chegamos em Trancoso em torno de 10h30 da manhã, chegar cedo nos lugares decididamente não era o nosso forte! Eu esperava encontrar uma aldeia sossegada e ao invés disso, encontramos uma cidade pulsante, lotada de gente. Ocorre que chegamos no dia e horário de uma feira que acontece próxima da Porta del Rei, na parte externa da muralha. Achar local para estacionar foi um tormento, só depois descobrimos que era por causa da feira. Ainda na parte externa da muralha, à esquerda, há o Centro  de Informações Turísticas, onde pode-se pegar folhetos sobre Trancoso e outras aldeias da região.

A Porta del Rei, em Trancoso, Portugal.
A Porta del Rei, em Trancoso, Portugal.

A pessoas entram de automóvel na parte amuralhada, não sei se turista pode entrar ou se é de acesso exclusivo dos moradores como na Vila de Óbidos. Para mim, Trancoso lembrou um pouco Óbidos, pois seu centro histórico também é uma vila medieval com suas muralhas preservadas, com seu castelo e com comércio e vida na parte intramuros.

O que conhecer no interior da muralha
Se você for de automóvel, e imagino que para estar por essas bandas deve pensar nisso, estacione o carro na parte externa, perto da Porta del Rei e entre já em alto estilo, passando a pé por sob esse portal.

Seguindo em frente chegamos na região do Pelourinho, onde tem a Igreja de São Pedro e a Igreja da Misericórdia. A Igreja de São Pedro foi fundada na Idade Média, mas a que existe hoje é o resultado da reconstrução ocorrida no século XVIII.

A Igreja de São Pedro e o Pelourinho.
A Igreja de São Pedro e o Pelourinho. Foto: Maria Eugênia

O Pelourinho é classificado como Monumento Nacional desde 1910. Foi erguido em 1510, no principal espaço público da vila, que era o adro da Igreja de São Pedro. Um pelourinho estava diretamente associado à existência de um Foral. Era símbolo do poder e autoridade municipais. Era junto ao pelourinho que se executavam sentenças judiciais que consistissem em castigos físicos. 🙁

Seguindo pelas ruelas morro acima, chegamos ao castelo, a principal atração turística da Vila de Trancoso.

Uma linda rua de Trancoso na subida para o Castelo
Uma linda rua de Trancoso na subida para o Castelo

O Castelo de Trancoso foi classificado como Monumento Nacional em 1921. Ele tem suas origens na Alta Idade Média. A primeira referência a ele data do ano de 936, onde se menciona a conquista do castelo de Tarankūša pelo vizir Yahyà b. Ishãq. Desse período dos séculos IX-XI, o castelo ainda conserva a Torre de Menagem, que pela sua antiguidade e estado de conservação, é um dos ex-libris da arquitetura militar portuguesa.

O Castelo de Trancoso.
O Castelo de Trancoso. Foto: Maria Eugênia

As muralhas de Trancoso foram mandadas construir pelo rei D. Dinis. Foi em Trancoso que em 1282, D. Dinis celebrou suas bodas com a Rainha Santa, D.Isabel de Aragão, que falamos de sua história no post sobre Coimbra.

As muralhas de Trancoso.
As muralhas de Trancoso. Foto: Maria Eugênia.
Aldeias Históricas de Portugal, Trancoso. ConhecieCurti.
As muralhas de Trancoso. Foto: Maria Eugênia

Saímos do castelo e retornamos para o centrinho da vila amuralhada procurando a pastelaria O Trovador que vende as famosas “sardinhas doce”. A pastelaria fica na rua principal, a rua que vai da Porta del Rei até o Pelourinho.  A sardinha doce não é sardinha de verdade, é um doce recheado com creme de ovos e castanhas, muito bom! Quem passa por Trancoso tem que experimentar! 🙂

Pastelaria O Trovador em Trancoso
Pastelaria O Trovador em Trancoso

Sardinhas Doces, em Trancoso.
Sardinhas Doces, em Trancoso.

Depois de descansarmos um pouco e nos deliciarmos com nossas sardinhas, continuamos em direção à Porta del Rei passando ainda pelo Largo do Município onde encontra-se a estátua em memória de Gonçalo Anes Bandarra, famoso poeta, profeta e sapateiro que nasceu e viveu em Trancoso, no século XVI.

Achamos em Trancoso, dentro do perímetro amuralhado e bem próximo da Porta del Rei, uma casa que vende vinhos portugueses de todos os tipos e marcas. Gostei dos preços, compramos vinho do porto ali.

Estátua de Bandarra - Trancoso, Portugal.
Estátua de Bandarra – Trancoso, Portugal.

Saímos de Trancoso por volta de 13h30, com destino a Marialva, uma outra Aldeia Histórica e muito próxima dali. Vocês viram que almoçar não era muito nosso foco nessa viagem. 🙂

Praça em Trancoso, Portugal.
Praça em Trancoso, Portugal.

Um resumo da história
Impossível falar das cidades e aldeias de Portugal sem falar de história.

Localizada no topo do planalto, de onde se avista um extenso território entre a Serra da Estrela e o Vale do Douro, a vila de Trancoso desenvolveu-se em torno de seu castelo, fundado nos séculos VIII – IX. Foi um importante local estratégico militar da Idade Média, onde ocorreram vário conflitos e batalhas, primeiramente entre os cristãos e os muçulmanos e mais tarde entre Portugal e os reinos vizinhos que hoje formam a Espanha.

Torre de Menage no castelo de Trancoso.
Torre de Menage no castelo de Trancoso. Foto: Maria Eugênia

A Carta Foral* foi outorgada por D. Afonso Henriques, o 1º rei de Portugal. Naquela época Trancoso era uma das principais povoações da região.

Na crise que se sucedeu à morte de D. Fernando (leia no post do Mosteiro da Batalha), Trancoso foi palco de uma das muitas fascinantes páginas da história de Portugal: Em 29 de Maio de 1385, um pequeno exército liderado por Gonçalo Vasques Coutinho, alcaide de Trancoso, derrotou o poderoso exército castelhano junto à vila, contribuindo para consolidar a autoridade de D. João, o Mestre de Avis.

Com a Inquisição em Portugal (1536), a Vila de Trancoso, que abrigava uma das mais numerosas e importantes comunidades judaicas das Beiras, viveu tempos de enorme agitação social, que se prolongaram pelos séculos XVII e XVIII.  Fonte: Aldeias Históricas de Portugal

Vista do interior do castelo de Trancoso.
Vista do interior do castelo de Trancoso. Foto: Maria Eugênia.

* A Carta Foral era um documento utilizado em Portugal entre os séculos XII e XVI, que estabelecia um Concelho e regulava a sua administração, deveres e direitos. Ela era a base para o estabelecimento do município. O Foral tornava o concelho livre do controle feudal, transferindo o poder para um concelho de vizinhos (o concelho) que tinha a sua própria autonomia municipal (será que é daqui que vem nosso conceito de câmara de vereadores?)

A cidade de Trancoso vista de cima da muralha do Castelo.
A cidade de Trancoso vista de cima da muralha do Castelo.

As Aldeias Históricas que conhecemos. Inspire-se  aqui e conheça, você vai gostar.  🙂
Trancoso || Marialva || Castelo Rodrigo || Belmonte || Sortelha || Monsanto || Idanha-a-Velha

Os posts dessa viagem, ou por onde andamos 
Portugal, um país para conhecer, curtir e voltar…
Chegando em Lisboa
– A Vila de Óbidos, a prenda de casamento da Rainha Santa Isabel
Mosteiro de Alcobaça, Pedro e Inês de Castro
O Mosteiro da Batalha, Aljubarrota e a promessa de D. João de Avis
Coimbra
Coimbra e Mosteiro de Santa Clara-a-Velha
Coimbra em fotos
A Universidade de Coimbra
Braga, o Coração do Minho
Fotos do Santuário do Bom Jesus do Monte
Guimarães, Aqui Nasceu Portugal
A Quinta da Aveleda, o passeio e a degustação de vinhos
Guarda, a Serra da Estrela e as Aldeias Históricas de Portugal
A aldeia histórica de Trancoso e muitas emoções nesse dia
A aldeia de Marialva e o Museu do Côa
A aldeia de Castelo Rodrigo e a bronca das meninas
A aldeia de Sortelha em Portugal
A aldeia de Monsanto e a Casa da Tia Piedade
e muito mais…
Foto de capa: Maria Eugênia

#Dica: Alugue um automóvel para conhecer Portugal. Você merece isso!
Faça um ensaio de locação com a Rentcars.

Há muitas opções de hospedagem na Serra da Estrela. Pesquise aqui. No booking.com você reserva, cancela e altera suas reservas com muita facilidade e consegue os melhores preços. Acesse e confira.

Booking.com - Melhor site de reserva de hotéis
Booking.com – O melhor site de reserva de hotéis

Referências
Município de Trancoso
Aldeias Históricas de Portugal
Casa Real Portuguesa

Veja também

7 comentários sobre “A aldeia histórica de Trancoso e muitas emoções nesse dia

  1. Uau, que lugar lindo e cheio de história! Eu adoro conhecer lugares exatamente assim, me inspiram, me fazem estudar, me fazem aprender, me deixam curiosa (sardinha doce?!?)! Não conhecia ainda, mas entrou pra minha lista! Linda Trancoso!

  2. É verdade, me lembrou Óbidos. E eu amei Óbidos, então, amaria Trancoso. Que lindo lugar! Me arrepiei quando comecei a ler sardinha doce, ui. Mas tudo passou quando vi que não se trata de sardinha, heheheh. Legal o post!

Deixe uma resposta