A Quinta da Aveleda, o passeio e a degustação de vinhos

Uma quinta ou uma cave? O que conhecer?

Até o momento de organizar a viagem, meu conhecimento sobre vinhos, quintas e caves era praticamente nulo. Eu queria conhecer uma vinícola assim como conhecemos a Undurraga no Chile. Lendo diversos blogs de turismo, muitos recomendavam conhecer uma cave, mas afinal, o que é uma cave?

Quinta da Aveleda, Portugal.
Quinta da Aveleda, Portugal. Foto: Maria Eugênia.

Pesquisando na internet, descobri que cave é uma parte construída sob a casa. Cave vem de cavar, ou seja, é um espaço debaixo do solo ou da superfície, é o que chamamos de porão. No ambiente dos vinhos, cave significa adega subterrânea. É o nome dado às adegas refrigeradas com temperatura controlada que conservam os vinhos sob condições ideais. Mas eu queria conhecer uma vinícola, um local com plantações de uvas, com passeios e com degustação. Ah! Eu queria conhecer uma Quinta. Descobrindo que era uma quinta que eu queria conhecer, fui pesquisar qual seria a eleita. Li uma penca de posts sobre vinhos, quintas e passeios e cheguei à conclusão que a Quinta da Aveleda era o que mais se encaixava no meu desejo e também em nosso roteiro de viagem.

Vinhas na Quinta da Aveleda, Portugal.
Vinhas na Quinta da Aveleda.

Era nosso 9º dia de viagem, já entrando no mês de setembro. Para esse dia estava planejado sairmos de Braga, conhecermos a Quinta da Aveleda e terminarmos o dia na cidade de Guarda na Serra da Estrela, onde começava nossa aventura nas aldeias históricas de Portugal.

Escrevi um e-mail para saber sobre os programas e o custo, recebi o retorno com as informações e agendamos a visita pelo site. A Quinta da Aveleda fica próxima da cidade do Porto e a 66 km da cidade de Braga, 45 minutos de estrada. Chegamos em cima da hora agendada, mas ainda bem que não chegamos atrasados. 🙂 Éramos um grupo pequeno, nós quatro do Brasil, um casal de portugueses e um casal estrangeiro, não sei de onde eram.

Quinta da Aveleda, Adega Velha.
Quinta da Aveleda, Adega Velha.

A Aveleda é a produtora do famoso Casal Garcia, vinho bastante conhecido no Brasil. Situada na região dos vinhos verdes, é uma das mais tradicionais produtoras e a maior exportadora de vinhos verdes de Portugal.

Pouco conhecida entre os brasileiros, a Quinta da Aveleda ganhou em 2011 o prêmio de melhor destino para turismo vinícola. Os turistas que mais procuram a Quinta são, em sua maioria, ingleses, suecos, holandeses, noruegueses, americanos e franceses, além obviamente dos portugueses.

A visita
Nossa visita começou pela zona de produção, onde a guia foi nos contando a história da Aveleda. É uma empresa familiar, desde a sua fundação, produzindo vinho desde 1870. Os vinhos produzidos pela Aveleda são exportado para 70 mercados em todo o mundo. O Brasil foi um dos primeiros mercados de exportação da empresa.

Quinta da Aveleda.
Quinta da Aveleda. Foto: Maria Eugênia

Em seguida passeamos pelo parque e jardins. No parque há um eucalipto que tem mais de 200 anos, não sendo possível precisar a idade da árvore, segundo nos informou a guia do passeio.

Eucalipto de mais de 200 anos na Quinta da Aveleda.
Eucalipto de mais de 200 anos na Quinta da Aveleda. Foto: Maria Eugênia.

O parque é espetacular, parece que entramos no bosque da história de João e Maria.

Jardins da Quinta da Aveleda em Portugal.
Jardins da Quinta da Aveleda. Foto: Maria Eugênia.
Jardins da Quinta da Aveleda, a antiga casa do porteiro.
Jardins da Quinta da Aveleda, a antiga casa do porteiro. Foto: Maria Eugênia

A Torre das Cabras é uma curiosa edificação de três andares para abrigar cabras anãs, animais símbolo da fertilidade e abundância.

Quinta da Aveleda, a Torre das Cabras.
Quinta da Aveleda, a Torre das Cabras. Foto: Maria Eugênia.

Observe na foto abaixo, que no lado esquerdo da foto há um dos follies da Quinta. Em arquitetura um folly é estrutura decorativa, não funcional, excêntrica e simbólica projetado mais por expressão artística do que por razões funcionais. É uma Janela Manuelina do século XVI. Segundo a tradição, essa é a janela onde D. João IV terá sido aclamado Rei de Portugal e que foi, mais tarde, oferecida a Manuel Pedro Guedes da Silva da Fonseca, que a transportou para os jardins da Quinta da Aveleda.

Janela Manuelina do século XVI nos jardins da Quinta da Aveleda
Janela Manuelina do século XVI nos jardins da Quinta da Aveleda. Foto: Maria Eugênia.

Depois conhecemos a Adega Velha, que deu o nome à aguardante de vinho ali produzida.

Quinta da Aveleda, Portugal - A Adega Velha.
Quinta da Aveleda – A Adega Velha.

Após a visita à Adega Velha, fomos para a degustação. A degustação de vinhos e queijos é oferecida na varanda, de onde tem-se uma vista espetacular.

quinta-aveleda-terraco
Na varanda da Quinta da Aveleda.
Degustação na Quinta Aveleda
Degustação na Quinta Aveleda. Foto: Maria Eugênia
Varanda onde acontece a degustação de vinhos na Quinta Aveleda.
Varanda onde acontece a degustação de vinhos na Quinta Aveleda.

Localização
A Quinta da Aveleda fica em Penafiel, próximo da cidade do Porto e a 66 km de Braga, 45 minutos de estrada. O primeiro horário de visita é 10h da manhã. Como conhecemos nossa lerdeza, marcamos a visita para o segundo horário, 11h30. De Braga ou de Guimarães, dá para ir pela autoestrada A11.

Horário das visitas guiadas
Horários de Verão
De 2ª a sábado: 10h, 11h30, 15h, 16h30
Sujeito a disponibilidade e com marcação prévia.

Horários de Inverno (de novembro a fevereiro)
De 2ª a sábado: 10h, 11h30, 14h30, 16h
Sujeito a disponibilidade e com marcação prévia.

Preços e agendamento
A visita guiada tem a duração de aproximadamente 1 hora. Inclui visita ao hall de engarrafamento, aos jardins e Adega Velha, terminando com uma prova de vinhos e queijos. O preço varia em função da tipologia de prova selecionada para o final da visita. Escreva para a Quinta para obter as informações detalhadas.

Quando fomos, a visita mais barata era a Prova Standard, com os vinhos Quinta da Aveleda Loureiro / Alvarinho e Casal Garcia rosé, servidos com queijo amanteigado e curado. Preço da Prova Standard (visita + prova): 5,50€/pessoa em setembro/2016.

#Dicas do Conheci e Curti
– Seja pontual. Eles solicitam chegar com 5 minutos de antecedência para comprar os ingressos e não atrasar o grupo.
– De  automóvel é super fácil, há estacionamento no local.

Adega Velha, aguardente de vinho - Quinta Aveleda.
Adega Velha, aguardente de vinho – Quinta Aveleda. Foto: Maria Eugênia

Adorei o passeio e a simpatia das pessoas que nos receberam. Se você estiver passeando por essa região, pense em colocar uma visita à Quinta da Aleveda em seu roteiro, você vai gostar. <3

Os posts dessa viagem, ou por onde andamos 
Portugal, um país para conhecer, curtir e voltar…
Chegando em Lisboa
– A Vila de Óbidos, a prenda de casamento da Rainha Santa Isabel
Mosteiro de Alcobaça, Pedro e Inês de Castro
O Mosteiro da Batalha, Aljubarrota e a promessa de D. João de Avis
Coimbra
Coimbra e Mosteiro de Santa Clara-a-Velha
Coimbra em fotos
A Universidade de Coimbra
Braga, o Coração do Minho
Fotos do Santuário do Bom Jesus do Monte
Guimarães, Aqui Nasceu Portugal
A Quinta da Aveleda, o passeio e a degustação de vinhos
Guarda, a Serra da Estrela e as Aldeias Históricas de Portugal
A aldeia histórica de Trancoso e muitas emoções nesse dia
A aldeia de Marialva e o Museu do Côa
A aldeia de Castelo Rodrigo e a bronca das meninas
A aldeia de Sortelha em Portugal
A aldeia de Monsanto e a Casa da Tia Piedade
e muito mais…
Foto de capa: Maria Eugênia

Site
Quinta Aveleda

Para conhecer Portugal, alugar um carro é uma boa. Conseguimos ir para lugares incríveis que de outra forma seria muito complicado. Ah! As estradas são ótimas 😉
Se quiser, faça um ensaio de locação de automóvel com a Rentcars.

 

Procurando hotel para sua próxima viagem? No booking.com você reserva, cancela e altera suas reservas com muita facilidade e consegue os melhores preços. Acesse e confira.

Booking.com - Melhor site de reserva de hotéis
Booking.com – O melhor site de reserva de hotéis

Veja também

17 comentários sobre “A Quinta da Aveleda, o passeio e a degustação de vinhos

    1. Flávia, pra falar a verdade nem eu sabia, fui descobrir lá. Meus amigos portugueses que me perdoem, mas como já comentei com a Ruthia, aqui mesmo nesse post, no Brasil temos recebemos poucas notícias de Portugal e é por isso que eu penso que os blogs são super importantes no planejamento de nossas viagens.

    1. Depois de muito pesquisar, eu achava que “Quinta” é o que chamamos aqui de vinícola, ou seja uma propriedade que produz vinhos. 🙂 Na realidade, pelo que entendi, “Quinta” é uma propriedade rural o que seria talvez equivalente a uma chácara para nós, pode ter plantação de uvas ou não e pode produzir vinhos ou não. Uma Vinícola é uma Quinta, mas nem toda Quinta é uma vinícola, rss.

  1. Sensacional. Adoro visitar vinícolas e fazendas de café. Adorei o post e a descrição do lugar. Sei que em breve irei a Portugal e terei em mente visitar várias vinícolas. O deslocamento a partir de Lisboa é facil? Abracos

    1. A Quinta fica na região norte de Portugal, pertinho da cidade do Porto. De Porto à Quinta da Aveleda dá 38km de carro, meia hora de viagem. De Lisboa fica distante 340 km, o que para Portugal é longe. Agora, para quem incluiu a cidade de Porto no roteiro, fica bem fácil de ir.

  2. Muito legal passar por todas as fases mas a degustação é sempre a melhor! hahaha! Os jardins da Quinta da Aveleda e a antiga casa do porteiro são um charme! Lindo post! Parabéns! Beijocas!

    1. Portugal é lindo e tem muita coisa pra ver. Ficamos 18 dias lá e foi pouco. Conhecemos a região de Lisboa, algumas cidades do norte de Portugal e aldeias históricas. Fomos muito bem recebidos pelos portugueses, só tenho a agradecer a forma como fomos tratados lá. Voltei trazendo Portugal no meu coração <3.

  3. Dilma,fiz essa visita há bem pouco tempo e ainda não escrevi o post. É um dos que está guardado, haha. Acho que mesmo quem não percebe nada de enologia pode aproveitar muito essa visita, já que os jardins são belíssimos.
    Como o meu marido é da região do Douro (onde existe a região demarcada de vinhos mais antiga do mundo), vinhas são muito banais na nossa família. Mesmo assim, gostei muito da Quinta da Aveleda, sente-se o ambiente familiar e espero que consigam manter o negócio na família por muitos anos.
    Abraço
    Ruthia

    P.S. Quando regressar ao norte de Portugal, tem que me avisar

    1. Obrigada Ruthia, quando eu voltar para o norte de Portugal eu te aviso 🙂 , faltou muita coisa para conhecer, muitas cidades. Montei o roteiro da viagem sozinha. Minha filha mais nova, que faz graduação em história, escolheu algumas cidades e eu escolhi outras, a partir daí traçamos o roteiro e fomos descobrindo os locais durante a montagem do roteiro, pesquisando muito no Google. Você morou aqui no Brasil e percebeu que temos poucas notícias ou informações sobre Portugal por aqui. Fala-se muito mais do Brasil em Portugal, do que de Portugal aqui no Brasil. Os programas das agências de viagem normalmente fazem um pacote Portugal e Espanha, ficando muito pouco tempo em Portugal, limitando-se praticamente à Lisboa e região o que eu acho uma pena porque conhecemos lugares lindos no norte e só não conhecemos mais porque não deu tempo 🙂

    1. O local é lindo mesmo Amanda, vale muito conhecer. Quanto comecei a organizar nosso roteiro eu queria inserir no mesmo a visita a uma vinícola. Na maioria das vinícolas que pesquisei, a visita mais barata é muito básica, aqui na Aveleda não, a diferença de preço não está na amplitude da visita,mas sim na quantidade de vinhos da degustação.

Deixe uma resposta