Buenos Aires

O dia da partida e a abertura do Congresso

01 de março, fim de viagem, era o dia da partida, dia do até breve Buenos Aires…

Nosso voo de retorno ao Brasil era sem escala, pouquíssimo tempo de voo, nada de esperar conexões em aeroportos, tudo de bom! Para que não houvesse atraso, na noite anterior já havíamos fechado a conta do hotel e agendado dois táxis para o dia seguinte às 11h. Tudo planejado com antecedência para um retorno tranquilo.

Movimento dos trabalhadores no dia da abertura dos trabalhos no Congresso.
Movimento dos trabalhadores no dia da abertura dos trabalhos no Congresso.

Quando fechávamos nossas malas começamos a escutar sons, como se houvesse uma banda tocando, ouvíamos foguetes, mas não conseguíamos ver nada, nosso quarto não tinha vista para a Av. 9 de Julio, apesar de eu ter pedido isso na reserva 🙁

Desci até a portaria e vi que havia um movimento de gente, grupos enormes de pessoas, de trabalhadores, com suas bandeiras, com seus batuques e vinham andando pela 9 de Julio. Era muita gente, transmitia muita força, era lindo, emocionante, mexia com a gente! Dava vontade de também estar lá, participando daquela manifestação linda que eu não sabia o que era.

Voltei ao quarto, contei para eles e todos nós fechamos nossas malas e fomos para a portaria. A recepção nos disse que dia 01 de março é o dia da abertura dos trabalhos no Congresso e que tradicionalmente o Presidente do país discursa na abertura e que a Presidenta Cristina Kirchner iria discursar. Essas pessoas que estavam indo para lá, eram apoiadores da Presidenta Cristina. Achei mais lindo ainda!

Deixamos nossas malas na portaria e enquanto esperávamos nossos táxis, fomos para o meio do povo, olhar, fotografar, gravar, eu queria contar no Brasil sobre aquela força toda. Estávamos a poucas quadras do Congresso e a multidão começou a aumentar, aumentar…. guardas organizando o trânsito, várias faixas da 9 de Julio já fechadas e um mar de gente, e o táxi não chegava…

Movimento dos Trabalhadores no dia 01 de março.
Buenos Aires – Movimento dos Trabalhadores no dia 01 de março.

O trânsito travou inteiro, ninguém mais chegava de carro naquela região, o povo passando a pé pela rua do hotel aí pensei… vou perder o avião! Ninguém avisou para a Gol que tem manifestação aqui… A recepção ligou novamente para a central de táxi e veio a resposta final: sem chance, os táxis não conseguem chegar.

A solução foi sair a pé (eu a pé de novo hehehe) arrastando nossas malas no sentido contrário ao do Congresso até encontrar uma rua onde o trânsito não estivesse bloqueado. Fomos quase correndo e chegamos na Plaza de Mayo. Meus filhos conseguiram pegar um táxi para nós, meu marido e eu embarcamos e eles ficaram tentando conseguir mais um táxi para eles. Aí entra aquela coisa que todo mundo conta, da dificuldade com os taxistas argentinos, mas com a intervenção de um guarda que estava por perto, eles conseguiram o segundo táxi num preço não absurdo. O guarda anotou a placa do carro (achei super legal) e eles seguiram para o aeroporto.

Movimento dos trabalhadores no dia da abertura dos trabalhos do Congresso.
Movimento dos trabalhadores no dia da abertura dos trabalhos do Congresso.

Quase perdemos o avião, mas foi lindo! De quebra, os jovens viram quando a Presidenta Cristina Kirchner saía da Casa Rosada acenando para o povo, eu não vi 🙁

Por onde andamos, posts dessa viagem
O planejamento
Uruguai e Buenos Aires, eu fui
Os hotéis onde ficamos
Colonia del Sacramento
Colonia del Sacramento, a joia do Uruguai
Conhecendo Colonia del Sacramento
Fotos de Colonia del Sacramento
Montevidéu
Palácio Legislativo
Conhecendo Montevidéu em um dia e meio
Punta del Este
Punta del Este – Uruguai
– Casapueblo
Buenos Aires, Argentina
Três dias em Buenos Aires
Tango em Buenos Aires  – Café de los Angelitos
Teatro Colón – visita guiada
Casa Rosada
La Boca – Caminito
Cemitério da Recoleta, um museu a céu aberto
O dia da partida e a abertura do Congresso



Booking.com

Link
Matéria do Elpais

Veja também

Deixe uma resposta