Estátuas de monges em Bangkok.

Bangkok – Como se virar com Taxis, Tuk-tuks e Uber

Entender como a cidade funciona é o primeiro passo para se sentir seguro em Bangkok. O povo é muito humilde e simpático mas não estamos livres dos golpes e extorsões.

Tela do app Grab
O aplicativo Grab.

Minha experiência com Uber foi bastante positiva na cidade. Na maioria as viagens saiam pelo mesmo preço do Brasil. Eu achei que tava maravilhoso, pois sendo duas, o preço ficava bem mais em conta do que viajar de BTS. O problema foi quando precisamos de um Uber em horário de pico. Fizemos essa viagem no dia anterior, um domingo, por R$7,00 e na segunda saiu por R$27,00. Como falei antes, evite sair nessas horas.

Já para o táxi existe muito golpe. É importante quando for pegar taxi na rua pedir para ver o taxímetro, e durante a viagem também. Para evitar esse tipo de estresse usamos o aplicativo GRAB que é o equivalente local para o 99taxis. Lá você escolhe o tipo de táxi, o trecho e horário para pegar. Tudo isso registrado e pago pelo próprio aplicativo. Bem mais seguro e conveniente. Quando o Uber estava muito caro pegávamos táxi mesmo.

Dentro de um tuktuk Bangkok.
Dentro de um tuk-tuk. Haja coração.

E os famosos Tuk-tuks são os campeões em golpe. Caímos em um no primeiro e único tuk-tuk que pegamos sozinhas. Pedimos para ir a um mercado e ele cobraria 100 bahts. O mercado era muito longe e achamos o preço bem bom. Fui vendo no mapa o caminho que ele fazia e percebi que ele estava indo pra outra direção. Já preparada para pular dele em movimento (péssima idéia, a porcaria vai super rápido e sem nenhuma prudência) ele parou na frente de um outro mercado bem central. Quando reclamamos do preço, dissemos que a viagem não valia os 100 bahts ele arrancou conosco dentro falando que ia levar-nos até o local que tínhamos pedido antes. Bateu o pânico e pagamos os 100 bahts e ficamos por lá mesmo. Vai saber…

Mas vale a pena fazer um passeio de tuk-tuk pelo menos, é parte da cultura local. O ideal é pedir para destinos perto e de dia, que você consegue entender melhor para onde está indo. Tem que sempre negociar o valor antes de entrar, ou eles cobram o teu rim.

Pôr do sol em ponte de Bangkok.
Mesmo no caos, Bangkok é linda.

E o mais importante: tem MUITO golpe bem pior do que cobrar a mais. Existe um golpe do policial falso, que enquanto um tuk-tuk negocia com vc o policial se aproxima e diz que é um golpe, que é perigoso e etc. Leva você para um tuk-tuk “confiável” que vai cobrar mais e além disso ainda pode praticar outras extorsões. Uma bem comum é dizer que vai adicionar um destino a mais na sua viagem por alguns bahts a mais ou nada. Se você aceita eles te levam para uma região em que vendem jóias falsas e outras “cositas más”.

Então a minha dica para não cair nessas roubadas é: Não tente ser esperto nesse país. Você não entende a língua e nem os costumes, se a oferta parece muito boa, provavelmente é golpe.

 

Conheça os demais meios de transporte de Bangkok:

BTS   |   Barcos   |   Tuk-tuk   |   Uber   |   Taxi   |   Ônibus

Os dados deste post são de 2016, os valores e regras podem ter mudado.

 

 

Procurando hotel para sua próxima viagem? No booking.com você reserva, cancela e altera suas reservas com muita facilidade e consegue os melhores preços. Acesse e confira.

Booking.com - Melhor site de reserva de hotéis
Booking.com – O melhor site de reserva de hotéis

Veja também

Um comentário sobre “Bangkok – Como se virar com Taxis, Tuk-tuks e Uber

  1. Bom dia,
    segui algumas orientações. O Uber era o mais barato, até mesmo mais barato que os TUC TUC, no entanto, no horário de pico, nem conseguir pegar o Uber. Taxi usei um, fui extorquido, por exemplo, pagava em torno de R$ 7,00 a R$ 11,00 para um trecho até o hotel, o Taxi me cobrou R$ 57,00 o mesmo trecho, andou bem mais é claro, dando voltinhas. Mas o que podia fazer, paguei e não usei mais nenhum taxi na minha estadia de 21 dias.
    Apaixonei por Bangkok.

Escreva seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.