Paraíba, praia do Jacaré

MP determina fechamento do bares da Praia do Jacaré, que dó !!!

Foi com tristeza que recebi a informação do fechamento dos bares-restaurantes da Praia do Jacaré na Paraíba. É na praia do Jacaré que todos os dias, ao final da tarde, Jurandy do Sax desce para seu barquinho e toca o Bolero de Ravel enquanto o sol vai de pondo na outra margem do rio. É a coisa mais linda de ver!

A região tem uma infraestrutura turística bem organizada, são quatro bares-restaurantes (ERAM) posicionados na beira do rio, de onde os turistas assistem (ASSISTIAM) o pôr do sol. Pode-se também assistir dos catamarãs que fazem um passeio pelo rio e depois aproximam-se da região dos bares para o momento do pôr do sol.

Além dos catamarãs, dos bares-restaurantes que são quatro (ERAM), o complexo turístico conta com uma feirinha de artesanato que faz a alegria dos turistas, que compram de tudo. Não era só o pôr do sol… Haviam bandas que tocavam nos bares-restaurantes, o Jurandy, após o espetáculo do pôr do sol, toca sax nos bares (TOCAVA), muito turista, tudo lotado, gente comprando, gente jantando, gente consumindo, gente movimentando o setor turístico local.

Rio Paraíba na praia do Jacaré
Rio Paraíba na praia do Jacaré

O fechamento aconteceu por determinação do Ministério Público Federal. A luta pelo fechamento e não-fechamento vem desde 2011. O interessante, é que em matéria de 2011, o MP nega que tenha solicitado o fechamento dos bares da praia do Jacaré, veja aqui, e informa que foi a Secretaria de Patrimônio da União – SPU que estabeleceu o prazo para a desocupação do local (isso lá atrás, em 2011).

De lá pra cá o processo rolou e rolou até que em setembro de 2014 os advogados dos proprietários dos bares-restaurantes entraram com recurso na Justiça Federal e conseguiram segurar a demolição dos mesmos, matéria aqui mas, infelizmente, em julho de 2015 o turismo perdeu, a praia do Jacaré no município Cabedelo perdeu e o estado da Paraíba também perdeu! 🙁

Os bares-restaurantes, motivo de tanta discórdia, projetavam-se um pouco sobre o espelho d’água do rio Paraíba, para que os turistas pudessem ficar mais perto de espetáculo. Não entendi porque o empenho em acabar com algo que movimentava fortemente o turismo na região, nem qual o grande pecado ambiental que eles estavam cometendo.

Os catamarãs e mais à direita os bares.
Os catamarãs e mais à direita os bares na praia do Jacaré – Paraíba.

Se os bares já estavam ali, e a área é da União, que a União cobrasse o valor correspondente ao uso do solo e deixasse que continuassem a desenvolver o turismo da região. Iates Clubes pelo Brasil a fora, que eu saiba, estão posicionados nas bordas das baías, lagos, rios, onde tem água né… será que estão em áreas da União? Se estão, também deverão ser fechados?

Eu assisti o Bolero de Ravel do catamarã e me arrependi de não ter assistido dos bares-restaurantes. Quem assistiu o espetáculo dos bares disse que era muito lindo, pois via-se o barquinho do Jurandy com o maravilhoso pôr do sol ao fundo. Do catamarã a visão é de um ou outro.

Praia do Jacaré - os catamarãs e os turistas.
Praia do Jacaré – os catamarãs e os turistas.

do G1Turistas encontram bares fechados na Praia do Jacaré, na Paraíba – Que dó… que triste, eu conheci 🙁

Há um projeto de remodelação da área. Dizem que vai ficar assim (veja a matéria do G1) mas cá pra nós, esse projeto não agride muito mais o meio ambiente do que os bares-restaurantes que hoje lá estão?
G1- Projeto definitivo de parque na praia do Jacaré é apresentado na Paraíba

O Bolero
Quando as 17 horas se aproximam, os barcos retornam à região dos bares, onde exatamente às 17 horas, Jurandy vestido totalmente de branco, em pé num pequeno barco que é remado por um senhor, toca o bolero de Ravel em seu saxofone enquanto o sol se põe no horizonte. Tem que segurar para não chorar… é emocionante! O pequeno barco passa  (PASSAVA) em frente aos bares e depois entre os barcos dos turistas.

O por do sol na praia do Jacaré na Paraíba.
O por do sol na praia do Jacaré na Paraíba.

A história do bolero de Ravel no Rio Paraíba.
Conta a história que a moda do bolero de Ravel na praia do Jacaré aconteceu por acaso. Lá pelos idos de 1980, uma senhora proprietária de um bar na região, resolveu um certo dia colocar o disco do filme Retratos da Vida para tocar no seu bar, no momento que a música tocava o sol estava se pondo no horizonte. Seus clientes ficaram encantados e nos dias que se seguiram pediam que a música tocasse novamente ao pôr do sol. Esse bar fechou, mas Jurandy teve a ideia de continuar com a tradição e inovou tocando o bolero no sax, navegando em um barquinho.  jurandydosax.com.br

A apresentação do bolero dura em torno de 15 minutos e termina quando o sol de põe.

A informação é que apesar do fechamento dos bares, o bolero vai continuar.  ❤  ❤
O Angelo, nosso guia local na viagem que fizemos à João Pessoa, me disse que as apresentações do Jurandy do Sax continuam a acontecer na praia do Jacaré. Se você for para João Pessoa, assista, é lindo demais!

Booking.com

Links com matérias sobre o assunto
do UOL – Bares do Jacaré deixam de funcionar, mas ‘Bolero de Ravel’ ao pôr do sol deve continuar
Click Verdade – (2014) Ministro do Turismo visita Praia do Jacaré
do JusBrasil – (1 ano atrás)  MPF recomenda retirada de bares da Praia do Jacaré na Paraíba

Veja também

Deixe uma resposta