Conheci e Curti no Festival Bom Gourmet de Curitiba

Nós no Festival Bom Gourmet – parte II

Desta vez experimentamos o simpático Pata Negra, restaurante especializado na culinária espanhola, o charmoso Château de Gazon de culinária suíça e o delicioso Saanga Iguaçu. Difícil dizer de qual gostamos mais. 🙂

Terminou neste domingo (29) o Festival Bom Gourmet de Curitiba. Como comentei no post anterior, o festival é uma realização da Gazeta do Povo e está em sua 6ª edição. Esta edição de 2017 reuniu mais de 50 restaurantes da cidade, oferecendo menu completo a preços promocionais. Os menus possuem entrada, prato principal e sobremesa custando R$ 44 ou R$ 54 por pessoa.

Pata Negra

No domingo (22) foi o dia de curtirmos a culinária espanhola, resolvemos conhecer o Pata Negra. Para variar, o dia amanheceu nublado e frio. Pensei em fazer uma reserva de mesa mas a preguiça de agendar horário foi tanta, que resolvermos mais uma vez enfrentar fila e… viva! No horário que chegamos não havia fila!

Restaurante Pata Negra, Curitiba.
Restaurante Pata Negra, Curitiba.

O Pata Negra é um simpático restaurante bar localizado na Praça Espanha em Curitiba. Estávamos novamente, minha mãe, meu marido, dois filhos e eu. Mesa para cinco pessoas é sempre mais complicado, por isso cheguei antes para tentar encontrar uma mesa para nosso grupo, visto que o restaurante não é muito grande.

O restaurante possui capacidade para 100 pessoas, com algumas mesas externas que são as mais disputadas pelos clientes. A decoração da casa é um show, é cheio de objetos antigos e quadros temáticos, dá vontade de ficar no restaurante vazio olhando para a decoração como se admira os objetos de um antiquário.

Restaurante Pata Negra, Curitiba
Decoração do Restaurante Pata Negra, Curitiba

Fomos muito bem recebidos, os garçons nos atenderam com muita cortesia e simpatia. Falamos que queríamos o Menu Bom Gourmet, o que nos foi prontamente entregue para escolhermos a entrada, prato principal e sobremesa, dentro dos critérios do Festival.

Restaurante Pata Negra.
Restaurante Pata Negra.

De nós cinco, quatro escolheram a empanada (duas foram de carne de boi e duas de carneiro) e meu filho escolheu croqueta de frango, assim, experimentamos todas as opções de entrada do menu Bom Gourmet. Todas deliciosas!

As entradas no menu do Pata Negra no Festival Bom Gourmet, Curitiba.
As entradas no menu do Pata Negra no Festival Bom Gourmet, Curitiba.

Como prato principal pedimos Paella Marinera e minha mãe e meu marido foram de Bife de Chorizo acompanhado de arroz com brócolis e legumes na manteiga. O Bife de Chorizo veio uma carne bem alta, ao ponto e segundo a avaliação deles, delicioso!

Pata Negra no Festival Bom Gourmet.
Pata Negra no Festival Bom Gourmet.

E a Paella do Pata Negra já é famosa por si só. A porções foram bem generosas, que um guloso consegue comer bem e ficar totalmente satisfeito. 🙂

A famosa paella do Pata Negra
A famosa paella do Pata Negra, Curitba.
Clericot do Pata Negra.
Clericot do Pata Negra

De sobremesa meu filho e eu experimentamos a rabanada e os demais foram de churros com doce de leite. Para beber pedimos um Clericot, que estava uma delícia, lembrou-me um que tomamos na nossa viajem para Colônia do Sacramento, no Uruguai.

Minha opinião?  Eu ainda não conhecia e adorei o restaurante. Gostei da comida, gostei do local, gostei da decoração e gostei da atenção dos garçons. Depois de um certo tempo o restaurante começou a encher e os garçons se viraram para atender com qualidade o volume de clientes que lá chegava.

Uma coisa que achei legal foi o horário de funcionamento: Almoço: terça a domingo das 12 horas às 23h30. Jantar: segundas-feiras das 17 horas às 23h30 e terça a domingo das 12 horas às 23h30. Perguntei se eu chegasse às 16h e quisesse almoçar se seria possível, sim é possível chegar ás 4 horas da tarde e almoçar, muito louco! 🙂

 

Château de Gazon

Quinta-feira foi o dia que escolhemos para experimentar um fondue. São três restaurantes especializados em culinária suíça a participar do Festival Bom Gourmet, o mais difícil foi escolher entre eles, dava vontade de conhecer todos. 😉

A vantagem de participarmos como clientes no Festival Bom Gourmet da Gazeta do Povo é que temos a oportunidade de experimentar e conhecer novos restaurantes sem susto, sabendo que o preço cabe em nosso bolso.

Desta vez eu quis fazer reserva, mas não deu. Por causa do festival, nesta semana em especial, o restaurante não estava aceitando reserva. Ok, parece que a reserva não se entende comigo rsss. Escolhemos quinta-feira para não pegar o restaurante lotado e acertamos na escolha. Chegamos um pouco depois das 20h e conseguimos uma mesa que acomodasse com conforto nosso grupo de cinco.

O restaurante tem capacidade para 120 pessoas, fica na rua Pasteur, bairro Batel em Curitiba, bem pertinho do Shopping Crystal. O ambiente é charmoso, muito bem decorado. Para entrar há uma pequena escada, mas há uma rampa de acesso para pessoas com maior dificuldade de locomoção, muito bom!

Château de Gazon, Curitiba.
Château de Gazon, Curitiba.

Assim que sentamos à mesa, garçom colocou o couvert e avisou que era pago. Assim está ok, avisa que é pago, o cliente aceita ou não, nós não aceitamos e o mesmo foi retirado de nossa mesa. Tudo claro, simples sem stress. Informamos ao garçom que iríamos experimentar o menu do Festival Bom Gourmet e enquanto esperávamos o grupo se completar fomos olhando a carta de vinhos.

A entrada foi um fondue de queijo, que estava muito bom!. A quantidade servida é bem generosa!

Château de Gazon, Curitiba.
Fondue de queijo no Château de Gazon, Curitiba.

Há duas opções de prato principal, mas desta vez nós cinco fomos de fondue. Era Fondue na Pedra sendo as carnes filé mignon e frango, acompanhando 13 tipos de molhos. Porções também bem fartas. Pedimos um vinho chileno porque fondue pede vinho, vocês não acham? Eu ainda não havia comido fondue na pedra, é interessante porque não faz aquela fumaceira de fritura, é mais saudável pois não leva óleo, mas eu ainda prefiro o frito em óleo. 😉

Château de Gazon, fondue na pedra.
Château de Gazon, fondue na pedra.

De sobremesa, marido e filho pediram o Choconinho, que é um fondue com leite ninho, mas como sou chocólatra, não dispenso um fondue de chocolate jamais! Não tem coisa melhor do mundo do que frutas com chocolate derretido, não tem coisa melhor no mundo do que um fondue de chocolate!

Opinião: Gostei muito do Château de Gazon, valeu a experiência, e o Festival Bom Gourmet é fantástico! Pena que termina dia 29, mas acho que ainda dá tempo de conhecer mais um restaurante.

 

Saanga Iguaçu

Havíamos combinado experimentar mais um restaurante dentro do Festival Bom Gourmet, havíamos pensando em alguma coisa diferente, mas quando olhei o cardápio do Saanga, foi amor à primeira vista, Conversei com a equipe hahaha (mãe, marido e filhos) e todo mundo topou minha sugestão. Domingo era dia de Saanga. Só nome do restaurante já é um charme! 🙂

Não sei porque Curitiba resolveu ter inverno fora de época, aliás eu sei, porque normalmente é assim que acontece, vai fazendo um frio não esperado até o final e novembro. O dia amanheceu quente e foi ficando nublado e esfriando. 🙁

Mais uma vez fomos ao restaurante sem efetuarmos reserva. Chegamos um pouco depois das 13 horas e pedimos uma mesa para cinco pessoas, o restaurante não estava muito cheio nesse horário e logo conseguimos uma mesa super confortável. A simpatia e a atenção do proprietário e da pessoa que recebe os clientes é nota 10, é nota mais do que 10! Enquanto aguardávamos os demais chegarem, pedi licença ao proprietário para fazer algumas fotos para colocar no blog. O ambiente é agradável, decorado com muito bom gosto e extremamente simpático.

Restaurante Saanga Iguaçu, Curitiba
Restaurante Saanga Iguaçu, Curitiba

Quando todos os cinco já estavam reunidos, pedimos o cardápio Bom Gourmet para escolhermos nossos pratos. Como era o quinto restaurante que estávamos indo dentro do festival, todo mundo já havia escolhido suas preferência pela internet, então foi muito simples.

Restaurante Saanga Iguaçu, Curitiba, PR.
Restaurante Saanga Iguaçu, Curitiba, PR.

Foi servido um courvert como cortesia da casa. Eles colocavam nas mesas sem avisar que era cortesia, como estávamos já “meio assim com courverts” (vejam as experiências anteriores), ficamos na dúvida novamente se seria cortesia ou não. Como não cobraram, então era, rss. Acho que os restaurantes devem informar claramente que é cortesia (ou não), porque em muitos o courverts é pago e alguns não informam isso, então a gente acaba sempre ficando com um pé atrás, mesmo quando é cortesia.

Como entrada pedimos Carne de Onça, muito bom!. De nós cinco, só minha mãe optou pela Empanada Criolla recheado com carne moída picante. A Carne de Onça é feita com carne moída crua temperada e servida numa fatia de broa com cebola, tomate e cheiro verde. Acompanha mostarda.

Carne de Onça do Saanga Iguaçu, Curitiba
Carne de Onça do Saanga Iguaçu, Curitiba.

O prato principal foi unanimidade em nossa mesa, a Delicia de Kobe. É um corte nobre de carne bovina acompanhado de legumes grelhados.

Saanga Iguaçu. Curitiba, PR
Delicia de Kobe no Saanga Iguaçu. Curitiba, PR

E para sobremesa todos nós fomos de crepe de doce de leite acompanhado de sorvete. Tem como não amar??
O restaurante fica no bairro Água Verde, na Avenida Iguaçu, possui estacionamento e tem capacidade para 160 pessoas.

Crepe de doce de leite
Crepe de doce de leite

Minha opinião? A escolha foi acertada. Meu amor à primeira vista pela foto da “Delicia de Kobe” se mostrou verdadeiro, o prato estava super gostoso, com uma carne muito macia, mas divina mesmo estava a sobremesa. O Festival Bom Gourmet terminou hoje, nós ficaríamos felizes se tivesse uma semana a mais, mas ao longo do ano teremos oportunidade de voltar aos restaurantes que gostamos e no ano que vem, vamos novamente participar do Festival Bom Gourmet, conhecendo novos restaurantes e experimentando novos sabores da gastronomia curitibana, que tem excelente opções para quem quiser conhecer e curtir.

Veja os primeiros restaurantes que fomos conhecer emNossas aventuras no Festival Bom Gourmet de Curitiba
O Festival Bom Gourmet 2017 acabou. 🙁 Se você perdeu por não estar aqui ou por não saber da existência do mesmo, em 2018 tem mais, bem… assim esperamos rss. Até o próximo Festival.

Fomos conhecer os restaurantes como clientes pagantes. De nenhum deles recebemos degustação como cortesia. Nossa opinião nesse post é a opinião de um cliente como qualquer outro, turista ou cliente local, que resolveu conhecer o estabelecimento.

Saanga Iguaçu, Curitiba.
Saanga Iguaçu, Curitiba.

#Dica: Quando vier para Curitiba aproveite para conhecer os arredores da cidade. Desça a Serra da Graciosa de carro (ou desça com o trem que também é lindo!), almoce um barreado em Morretes ou vá experimentar as deliciosas tortas alemãs em Witmarsum. Se estiver sem carro e quiser ter mais liberdade, alugue um para dar um giro por aí, tem muita coisa bonita e interessante para conhecer. Faça um ensaio de locação aqui na Rentcars.

Onde ficar: Curitiba tem uma excelente rede de hotelaria. Reserve já o seu hotel em Curitiba e garanta os melhores preços!


Booking.com

Veja também

Deixe uma resposta