Estrada da Graciosa, Morretes - Paraná.

O passeio na Graciosa

Naquele final de semana que Curitiba nos brinda, logo pela manhã, com um sol maravilhoso, junte a família, marido, filhos, convide os amigos e vá curtir um passeio pela Graciosa.

A estrada da Graciosa (PR-410) foi construída sobre a antiga rota dos tropeiros ligando Curitiba às cidades de Morretes e Antonina no litoral do Paraná. É uma estrada sinuosa, cheia de curvas acentuadas, com trechos calçados com paralelepípedos e de uma beleza espetacular. Descer a estrada da Graciosa até a cidade de Morretes, num bate e volta de Curitiba é um excelente passeio para um final de semana ensolarado, o que é meio raro por aqui, por isso, se olhar para fora e ver aquele solzão, coloque a família ou os amigos no carro e vá.

Estrada da Graciosa, a pavimentação com paralelepípedos e as hortênsias.
Estrada da Graciosa, a pavimentação com paralelepípedos e as hortênsias.

Como chegar
O acesso à Graciosa se dá a partir da BR-116 sentido São Paulo. No Google Maps procure por Rodovia da Graciosa. A partir do trevo do Atuba, anda-se em torno de 33 km na BR-116, sentido São Paulo, até avistar, à direita, o Portal que dá acesso à estrada.

Como colocar Estrada da Graciosa no GPS
Quem for utilizar o GPS, coloque como destino a cidade de São Paulo e quando passar o Santa Mônica Clube de Campo, troque o destino final para Morretes que o GPS te leva certinho para lá. Isso porque, se colocar de cara, a cidade de Morretes como destino final, o GPS vai mandar pela BR-277 e não é isso que a gente quer. Se colocar “estrada da Graciosa” ou o GPS não achará, ou enviará para o local errado. Observe no mapa abaixo que há uma “estrada da Graciosa” paralela à BR-116, mas não é essa 🙂


A beleza da estrada já começa na região do Portal. A Graciosa é uma estrada estreita, de mão dupla, pista simples na qual não é permitido o tráfego de ônibus ou caminhões. O máximo permitido é micro-ônibus. A velocidade máxima em alguns trechos é 60 km/h e em outros é 40 km/h. Não tenha pressa, a estrada é para ser curtida, é para ir parando nos recantos e quiosques, admirando a beleza das flores e a exuberância da Mata Atlântica, na Serra do Mar, extremamente preservada nessa região

Portal da Estrada da Graciosa -Paraná.

Nossa primeira parada, após pararmos no Portal, foi no Recanto Engenheiro Lacerda que fica aproximadamente 6 km após o Portal. Os recantos são bem equipados para atender os turistas, alguns possuem quiosques para venda de comida e bebidas e outros possuem churrasqueiras. Todos que nós paramos possuíam sanitários.

Recanto Engº Lacerda - Estrada da Graciosa, Paraná.
Recanto Engº Lacerda – Estrada da Graciosa.
Estrada da Graciosa no Recanto Eng. Lacerda, Paraná.
A Estrada da Graciosa no Recanto Eng. Lacerda
A Serra do Mar vista do Recanto Eng. Lacerda na Estrada da Graciosa – Paraná.

Seguimos viagem e paramos no Recanto Rio Cascata, um local lindo, um pouco mais difícil de encontrar local para estacionar. Tivemos sorte, havia uma única vaga no pequeno espaço para estacionamento.

Recanto Rio Cascata na Estrada da Graciosa
Recanto Rio Cascata na Estrada da Graciosa – Paraná.
Recanto Rio Cascata na Estrada da Graciosa - Paraná.
Recanto Rio Cascata na Estrada da Graciosa – Paraná.

Recanto Rio Cascata – Graciosa.

Recanto Rio Cascata – Graciosa.
Recanto Rio Cascata na Estrada da Graciosa, Paraná.
Recanto Rio Cascata na Estrada da Graciosa, Paraná.

Seguindo em frente, vamos encontrar o Recanto da Grota Funda. Um pouco depois desse Recanto começa a parte mais pitoresca da estrada que é onde ela é pavimentada com paralelepípedos e as curvas são muito acentuadas.

Graciosa, trecho pavimentado com paralelepípedos.
Graciosa, trecho pavimentado com paralelepípedos.

A Rodovia vai serpenteando serra abaixo, no meio da imensidão da Mata Atlântica que é bem densa na região.


As curvas da estrada vistas no nosso GPS 🙂

Ao longo do percurso uma quantidade enorme de hortênsias na beira da estrada deixam a paisagem cada vez mais linda! Não cansávamos de fotografar as hortênsias.

As hortênsias na beira da Estrada da Graciosa, Paraná.
As hortênsias na beira da Estrada da Graciosa, Paraná.

Senti falta dos beijinhos. Lembro que antigamente, quando descíamos a Graciosa, a beira da estrada era coberta de beijinhos que faziam um lindo tapete de flores

Nossa última parada foi no Recanto Bela Vista e depois seguimos direto até Morretes.

Estrada da Graciosa – Recanto Bela Vista.
Estrada da Graciosa – Recanto Bela Vista. Foto: Maria Eugênia

Há uma deslumbrante vista das montanhas da Serra do Mar durante todo o percurso.

Recanto Bela Vista, Estrada da Graciosa
Recanto Bela Vista, Estrada da Graciosa – As Montanhas. Foto: Maria Eugênia

Terminando de descer a serra, a estrada se bifurca, uma vai para Morretes e outra para Antonina. As duas cidades históricas são muito bonitas, nós fomos para Morretes que é famosa por sua gastronomia em especial o barreado, prato típico do Paraná.

Estrada da Graciosa - Paraná
Estrada da Graciosa. A foto foi tirada pela janela do carro. Foto: Maria Eugênia

Vocês já experimentaram Barreado? É um prato típico do litoral do Paraná, contam  que é de origem açoriana e chegou por aqui com os portugueses. Conheça mais sobre o famoso barreado do Paraná.

Barreado, prato típico do litoral do Paraná.
Barreado, prato típico do litoral do Paraná.

Depois de almoçar um delicioso barreado em Morretes, seguimos viagem para as praias.

#Dicas para passear na Estrada da Graciosa
Quando ir – Vá em dias de tempo aberto, de preferência ensolarado. A região da Serra do Mar é muito úmida e a estrada com chuva fica perigosa por sua curvas fechadas e pavimentação de paralelepípedo.

Duração do percurso – De carro, em torno de 1h30 sem parar nos recantos. O percurso é pequeno mas é um trecho de baixa velocidade.

Como ir – De automóvel, moto ou de Van. Muito fazem o percurso de moto e alguns descem de bicicleta. O interessante é descer pela Graciosa e subir pela BR-277.

Onde ficar – Para quem quiser passar o final de semana na região, existem pousadas bem avaliadas no booking.com. Analise as pousadas de Porto de Cima e da Estrada do Anhaia, além das que ficam dentro da cidade. Para quem está de carro, é tudo muito perto. Nós não ficamos hospedados lá porque estávamos seguindo para as praias do Paraná.

Observe que no booking existem duas cidades com o nome de Morretes, uma no Paraná e outra no RS. Observe isso ao pesquisar ou clique aqui que o link envia para a cidade de Morretes do Paraná.

Posts desse passeio
O passeio na Graciosa
Barreado em Morretes
* foto de capa: Maria Eugênia

Veja também

Deixe uma resposta