Turistando em Tomazina

Ao entardecer as curucacas e os passarinhos vêm chegando na praça, alguns aos bandos, e vão se acomodando nas copas das árvores num espetáculo de encher os olhos e o coração.

Tomazina tem aquele encanto de cidade do interior onde todo mundo se conhece pelo nome. Localizada no Norte Pioneiro do Paraná, tinha 8.791 habitantes pelo censo de 2010 sendo que pouco menos da metade residia na área urbana. A cidade é contornada pelo Rio das Cinzas e tem aquela vida bucólica das cidadezinhas do interior. Foi no seu tempo áureo um importante pólo de desenvolvimento com um município de grande extensão territorial, aí desmembra esse daqui, o outro ali e o outro acolá, o antigo e extenso município encolheu… mas mora no coração de todos que se criaram ou que passaram parte de sua infância lá.

Tomazina

Até 1937, o município de Tomazina contava com 4 distritos: Tomazina, Barra Bonita (hoje Ibaiti), Jaboti e Pinhalão. Em 1947 o distrito de Ibaiti desmembra-se e é elevado à categoria de município e em 1951 foi a vez dos distritos de Pinhalão e Jaboti desmembrarem-se, ficando o município de Tomazina composto de dois distritos: Tomazina e Sapé.

O Banco Bamerindus, aquele que foi comprado pelo HSBC (que foi vendido para o Bradesco), nasceu em Tomazina e manteve a sua matriz, a agência 001, na cidade até ser comprado pelo HSBC que a fechou sem dó nem piedade. A agência ficava nesse prédio, onde hoje é o Sicredi.

Onde ficava a agência 001 do Bamerindus
Onde ficava a agência 001 do Banco Bamerindus

As ruas da região central são de paralelepípedo ou pedras irregulares e algumas calçadas ainda são de pedra como antigamente. Espero que as futuras administrações municipais continuem preservando o calçamento original dessas ruas, tão característico da cidade.

Ruas de paralelepípedos e calçadas de pedras
Ruas de paralelepípedos e calçadas de pedras

Os bancos das duas praças eram doados para a administração da cidade, pelos moradores e pelo comércio local. Cada banco trazia a inscrição de quem o havia doado. As crianças passavam de banco em banco para ler o que estava escrito neles. Foram substituídos nas praças por bancos de madeira, mas ainda podem ser vistos em outros lugares públicos ou nos jardins das casas e na frente do comércio que os haviam doado.

Bancos de praça com dedicatórias em Tomazina
Bancos de praça com dedicatórias em Tomazina

Há três maneiras de turistar em Tomazina, a “mais divertida”, a “do hotel fazenda” e a “não sei classificar”.

A maneira mais divertida de conhecer Tomazina é se integrar na vida dos moradores da cidade. É ser de lá, é ter curtido suas férias de infância ou juventude lá. Se algum amigo ou parente te convidar para passar um final de semana em sua casa de Tomazina vá, com certeza você vai gostar. O “estar em Tomazina” é sinônimo de vida do interior, com aquele sabor nostálgico do interior, a cidadezinha até tenta se modernizar, espero que não consiga muito, para que não perca o jeito de ser que é o seu encanto. Claro que modernidades tecnológicas existem e são bem-vindas, mas eu gostria muito que as casas antigas fossem preservadas, que as praças não saíssem do lugar, que não se permitisse som alto nos postos de combustíveis e por aí vai, mas não sou de lá, sou só alguém que ama Tomazina e as vezes vai turistar por lá.

Tomazina, a mesma praça....
Tomazina, a praça

As festas e reuniões acontecem nas casas dos amigos, nas rodas de churrasco e jantares ou lanches oferecidos por uns para outros, por isso, estar hospedado na casa de alguém faz a diferença do curtir Tomazina….

O pamonheiro passa todas as terças-feiras vendendo pamonha nas casas…. humm delícia!

Pamonhas, vendidas às terças-feiras
Pamonhas, vendidas às terças-feiras

O queijo e o doce de leite feito com leite de búfala é vendido pelo Eduardo, mas como assim? Simples, a gente telefona e compra quando ele passa na cidade. Pagamento em cash, nada de cartão ou cheque. É o melhor queijo que já comi. Quando vou para Tomazina sempre trago alguns na bagagem de volta 🙂

Queijos e doce de leite vendidos pelo Eduardo e sequilhos da Panificadora da Márcia
Queijos e doce de leite vendidos pelo Eduardo e sequilhos da Panificadora da Márcia

Outra maneira de curtir Tomazina é se hospedando no Hotel Fazenda. Alí bem pertinho da entrada da cidade está o Hotel Fazenda Carro de Boi. O hotel é muito confortável, oferece para seus hóspedes uma estrutura própria de lazer com trilhas, cavalgadas, lago onde dá para remar pequenos barcos e caiaques, tem piscina e outros equipamentos de lazer. Do hotel até o centrinho da cidade é “um pulo”.

Hotel Fazenda Carro de Boi - Tomazina
Hotel Fazenda Carro de Boi – Tomazina

Eu não fiquei hospedada nele mas sempre que vamos a Tomazina, almoçamos lá e conheço sua estrutura. Muito bom, recomendo. E se você estiver hospedado no Hotel Fazenda e quiser levar as delícias tomazinenses para casa, fale com a Cida (do hotel) e veja como fazer para que eles entreguem no hotel para você.

Hotel Fazenda Carro de Boi
Hotel Fazenda Carro de Boi

A maneira “não sei classificar” é quando você vai para a cidade para curtir os eventos locais, aí pode ficar hospedado na casa de algum conhecido ou da família, ou ainda nos hotéis da cidade ou cidades próximas. As cidades próximas são todas muito perto, Siqueira Campos fica a 20 km de Tomazina e Wenceslau Braz a 24,4 km.

O que fazer
Tomazina tem uma Igreja linda! Não importa qual sua religião, entre e conheça a Igreja da Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Não tem erro, chegando na cidade, de onde você estiver, avistará as torres da Igreja. Por fora é uma construção simples, como centenas de outras igrejas do interior do Brasil, mas por dentro abriga belíssimas pinturas no teto e paredes, executadas em 1940, pelo artista alemão Paulo Korh. Nos horários de missa, os sinos tocam chamando os fiéis.

Teto da Igreja de Tomazina com pinturas do artista Paulo Korh
Teto da Igreja de Tomazina com pinturas do artista Paulo Korh

A Igreja abriga os restos mortais de Santo Inocêncio, que veio trazido da Itália em 1975, pelos freis capuchinhos, então responsáveis pela Paróquia de Tomazina.

Igreja da Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida - Tomazina, PR
Igreja da Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida – Tomazina, PR

Conhecer o rio e a corredeira – A cidade fica no topo de uma colina onde o Rio das Cinzas faz uma curva, ela é contornada pelo rio num trecho entre duas corredeiras que os mais antigos chamavam de corredeira de cima e corredeira de baixo. Na beira do rio há um espaço de lazer onde foram instalados equipamentos de ginástica, parquinho para as crianças e um deck para se observar o Rio das Cinzas.

Beira do Rio das Cinzas
Beira do Rio das Cinzas

Esses equipamentos foram instalados após a grande enchente de 2010 quando o rio subiu rapidamente em questão de horas, destruindo tudo que estava em suas margens. Essa enchente de 2010 foi muito esquisita…. até hoje São Pedro não explicou direito…. Conheço Tomazina desde que eu nasci, já vi o rio subir em várias temporadas de chuvas de verão, mas ele sempre subia um pouco cada dia… eu nunca vi o rio subir rapidamente, em poucas horas, e nesse volume de água. Mas quando vier para Tomazina, pode ficar tranquilo, a enchente foi um caso anormal na vida do rio.

Beira do Rio das Cinzas em Tomazina PR
Beira do Rio das Cinzas em Tomazina PR

O Parque das Corredeiras (corredeira de cima) situa-se na parte mais acima do Rio das Cinzas e pode ser observado da Capela de Pedra. Um pouco mais adiante da Capela há uma rua que desce até a corredeira, onde encontra-se a Lanchonete Auê. Informe-se com os moradores locais como chegar lá, todos da região conhecem.

Corredeira do Rio das Cinzas – foto cedida por Luis Carlos
Corredeira do Rio das Cinzas – foto cedida por Luis Xavier de Lima

O Salto Cavalcanti é um dos pontos turísticos de Tomazina, fica a aproximadamente 14 km da cidade. O acesso é pela PR-422 sentido Tomazina-Wenceslau Braz. Após 5,5 km contados à partir da entrada da cidade pega-se uma estrada secundária, à direita da PR-422, essa estrada não é pavimentada. São várias estradinhas de terra e praticamente nenhuma sinalização, complicando para quem não conhece a região.
A filmagem abaixo foi feita pela empresa JS Drones de Wenceslau Braz, a quem agradeço a autorização para uso da filmagem no blog.

Tomazina tem outras cachoeiras, ribeirões e atrativos situados em áreas de propriedade privada que não são acessíveis ao público a não ser com autorização do proprietário.

Onde comer
Aos sábados domingos e feriados há almoço no Pesqueiro do Ninho, ok que de pesqueiro acho que só ficou o nome pois não dá para pescar a não ser que você leve sua própria vara de pesca, mas fala sério… quem vai viajar e carregar vara de pesca para meia hora em um pesqueiro? Esqueça a pesca, curta o almoço que serve um filé de tilápia frito que é uma delícia e acompanha um buffet de saladas e pratos quentes. O buffet é pago por pessoa e o filé de tilápia é cobrado à parte, por porção. Lembre que cidade do interior não tem demanda para restaurante sete dias por semana, então antes de ir, informe-se se estará aberto.

Pesqueiro do Ninho - Tomazina PR
Pesqueiro do Ninho – Tomazina PR

Hotel Fazenda Carro de Boi – Não precisa estar hospedado no hotel para almoçar lá, mas quem quiser conhecer a culinária do hotel deve telefonar e reservar com antecedência, sempre lembrando que cidade do interior não tem demanda de serviços como uma cidade grande, então, telefonar é preciso… Telefone do hotel (43) 3563-1563 / (41) 9942-5857.

Restaurante do Hotel Fazenda Carro de Boi
Restaurante do Hotel Fazenda Carro de Boi

Restaurante e Lanchonete do Posto São Paulo – Ao lado da ponte (não tem erro porque só tem uma ponte) tem o Posto de Combustível São Paulo. Nesse posto há um restaurante e lanchonete que quebra o maior galho quando dá aquela preguiça de cozinhar, ou para quem está de passagem pela cidade. Servem refeição comercial e funciona durante a semana. Quando estamos em Tomazina almoçamos lá com frequência.

Há outras opções de almoço nos finais de semana, mas tem que se informar com os moradores locais, um que me foi indicado é o Pantanal, que ainda não conheci.

À tarde, que tal um lanche na Panificadora Alvorada (a panificadora da Márcia) que fica alí pertinho da praça de cima? Explicando: Tomazina tem duas praças a praça de cima que fica ao lado da Igreja e a praça de baixo que fica em frente da mesma Igreja, claro que as praças tem nomes, mas é mais fácil chamá-las assim 🙂  Na dúvida é só perguntar onde fica a panificadora da Márcia.  Ah, se for lá e tiver sequilhos, compre, é um dos mais deliciosos que já experimentei.

Pra você não esquecer dos sequilhos…
Pra você não esquecer dos sequilhos…

Você também pode fazer um lanche na Panificadora do Supermercado Ribeiro, que fica na rua de cima, paralela à rua da panificadora da Márcia. Também é só perguntar que todo mundo indica. O Luis Carlos que gerencia a panificadora do Supermercado sempre coloca algo diferenciado com aquela receita caseira, especialidade da tia Belinha, tudo de bom!

Panificadora do Supermercado Ribeiro - imagens cedidas por Luis Carlos
Panificadora do Supermercado Ribeiro – imagens cedidas por Luis Carlos

A história de Santo Inocêncio – Santo Inocêncio era um jovem romano de 15 anos que morreu decapitado, por recusar negar sua fé em Cristo, por isso é considerado um Mártir pela Igreja Católica. Suas relíquias (restos mortais) foram depositados nas Catacumbas de São Calixto, em Roma, lugar onde eram sepultados mártires cristãos. A autorização para remoção do corpo de Santo Inocêncio das catacumbas foi expedida por ordem do Papa Leão XII. Das Catacumbas seus restos mortais foi transportado para a cidade italiana de Lendinara e em 1975 Frei Carlos Maria conseguiu a autorização para trazê-lo até a Matriz de Tomazina. No dia 09 de novembro de 1975 os restos mortais de Santo Inocêncio chegaram na cidade Tomazina, PR. Fonte: rotadorosario.com.br
Leia a história completa no site da Rota do Rosário.

Urna com os restos mortais de Santo Inocêncio em Tomazina, Paraná
Urna com os restos mortais de Santo Inocêncio em Tomazina, Paraná

Quando ir
Tomazina possui clima subtropical. Nos meses de verão faz bastante calor durante o dia (bastante para os padrões paranaenses). As melhores épocas para visitar a cidade é nos meses de calor ou por ocasião dos eventos da cidade. Para quem quer curtir o Hotel Fazenda, qualquer época do ano é boa, mas os meses mais quentes são melhores 🙂

Eventos
Carnaval – Considerado um dos melhores carnavais do Norte Pioneiro.
Cavalgada – A cavalgada acontece todos os anos por ocasião da comemoração do aniversário de Tomazina. O aniversário da cidade é dia 02 de junho. Informe-se na secretaria de turismo do município sobre o dia da cavalgada.
Festa de Santo Inocêncio –  Tradicionalmente dias 08 e 09 de novembro. Em 2015 haverá a festa dos 40 anos da chegada das relíquias de Santo Inocêncio em Tomazina. Para mais detalhes clique aqui.
Canoagem – Em novembro. Tomazina faz parte do circuito nacional na modalidade Canoagem Slalom. Ver calendário no site Confederação Brasileira de Canoagem

Como chegar
Partindo de Curitiba:
Pegar a BR-376 até Ponta Grossa, PR. De lá, pegar a Rodovia Governador Parigot de Souza que vai para Castro, Piraí do Sul, Jaguariaíva e Wenceslau Braz. No trevo de Wenceslau pegar à esquerda, que é a rodovia PR-422 até Tomazina. Se for se orientar pelo GPS, cuidado no trevo de Piraí do Sul, nesse trevo o meu GPS queria me mandar pegar a estrada PR-090 que vai via Ventania e Ibaiti, não!!  Você vai pela PR-092 via Jaguariaíva e Wenceslau Braz. Não que a outra não chegue lá, chega, houve uma época até que as condições de asfalto estavam melhores, hoje não sei, mas a rota que todo mundo faz é via Wenceslau Braz 🙂 Distância: 310 km.

Partindo de Londrina: Pegar o contorno norte até Jataizinho, um pouco depois do pedágio entra à direita na PR-090 sentido Assaí. Segue pela PR-090 depois PR-218 sentido São Sebastião da Amoreira e Santo Antonio do Paraíso até o trevo onde pega à direita (PR-160) sentido Congoinhas. No trevo de Congoinhas pega a PR-435 no sentido Ibaiti, depois Japira, Pinhalão e Tomazina. Chegou! Distância: 190 km.

Partindo de São Paulo: Vai pela Rodovia Castelo Branco (SP-280) até o ponto que entra para Avaré, nesse ponto sai da Castelo Branco e  pega a rodovia João Melão sentido Avaré seguindo até Taquarituba. Em Taquarituba pode optar por seguir via Coronel Macedo ou via Fartura. Por Fartura você chega em Tomazina via em Siqueira Campos, por Coronel Macedo você pode pegar a estrada que vai por Siqueira Campos ou por Wenceslau Braz. Distância 440 km.

O Google Maps ajuda bastante. Analise seu percurso e seja bem-vindo.

Onde ficar
Hotel Fazenda Carro de Boi – Fica na entrada da cidade para quem está chegando por Siqueira Campos ou por Wenceslau Braz. Tem uma  ótima infraestrutura e um bom espaço de lazer. É bem avaliado no Tripadvisor. Contato: (43) 3563-1563 / (41) 9942-5857. Site Hotel Fazenda Carro de Boi.

Hotel Fazenda Carro de Boi
Hotel Fazenda Carro de Boi

Novo Hotel Jóia – Situa-se ao lado da Igreja, bem no centrinho de Tomazina. É um hotel simples, os quartos são tipo chalés, oferece hospedagem com café da manhã. Não tem site na internet. Fone: (43) 3563-1556.

Hotel Jóia
Hotel Jóia

Hotel Beira Rio – fones: (43) 9965-5531, (43) 8859-6777 . Não visitei

Agradecimentos: Esse post foi escrito com a colaboração da Maria Emília que deu as dicas de como chegar em Tomazina partindo de São Paulo, da Moema que escreveu o roteiro de como chegar partindo de Londrina e do Luis Carlos que entende tudo de Tomazina e colaborou com o conhecimento que tem da cidade e me autorizou a utilizar as suas fotos.
Agradeço a Sérgio Januário, diretor de mídia da empresa www.jsdrones.com.br pela autorização de inserção da filmagem aérea do Salto Cavalcanti neste post.
Gente, obrigada! Vcs são d+

E a Festa da Padroeira? Se você gostou desse post sobre Tomazina, poderá gostar do que escrevemos sobre a Festa da Padroeira, onde mostramos um pouco da festa, das pessoas, do fandango, da Igreja e da missa.

Links
Rota do Rosário – www.rotadorosario.com.br
Filmagens aérea  – www.jsdrones.com.br   facebook.com/jsdrones

Veja também

4 comentários sobre “Turistando em Tomazina

  1. ficou legal ….não tenho certeza mas o banco bamerindus foi fundado em outro prédio, o da foto foi depois..se não me falha memoria foi no prédio na rua Xavier da Silva em um predio em fente ao posto de gasolina

    1. Oi Issao, tudo bem? Você está certo, antes de abrir essa agência na praça, o banco funcionou no prédio da esquina da Xavier da Silva com a Moraes e Silva, hoje tem uma loja de móveis no local. A casa de meus avós era nessa esquina, em frente à agência do banco. Achei interessante foi eles manterem a agência 001 em Tomazina, foi muito simbólico.

  2. Agora viajei no tempo, nasci em Tomazina, que infância maravilhosa que passai ai, pena que sai daí ainda jovem, mas a lembrança de tudo é inesquecível, só tá faltando a linha ferroviária, estive aí em 2007, pretendo voltar ainda esse ano , se Deus quiser. parabéns Tomazina cidade abençoada.

    1. Sim, a linha férrea não existe mais e algumas casas do entorno da praça (aquelas com telhas estilo colonial e musgo no telhado) também já não existem, mas tem muita coisa preservada. Adoro Tomazina <3

Deixe uma resposta