Palácio de Schönbrunn, Viena Áustria.

Visita ao Palácio de Schönbrunn em Viena

Schönbrunn é um dos monumentos arquitetônicos mais importantes da Áustria. É visita obrigatória para que está turistando na cidade.

De todas as atrações turísticas de Viena, o Palácio de Schönbrunn é o mais procurado pelos turistas, por isso resolvermos visitá-lo já no primeiro dia. Embora tenhamos lido relatos de filas imensas, quando chegamos ao Palácio a fila para a compra dos tickets praticamente não existia. Achamos ótimo, visto ser um domingo do mês de agosto, quando na Europa é período de férias escolares. Compramos o Sisi Ticket que era o mais interessante para nós.

Fonte do Palácio de Shönbrunn.
Fonte do Palácio de Shönbrunn.

Um pouco da história do Schönbrunn e da família Habsburgo

Maria Teresa da Áustria.
Maria Teresa da Áustria. Wikipédia

Construído inicialmente como residência para a imperatriz Leonor Gonzaga, o Palácio de Schönbrunn foi seriamente danificado em períodos posteriores, sendo reconstruído em sua forma atual somente em 1743, sob as ordens da imperatriz Maria Teresa da Áustria (Maria Teresa Valburga Amália Cristina da Áustria). Foi residência de verão da família Habsburgo até o final da Segunda Guerra Mundial.

Os sucessores de Maria Teresa também deixaram sua marca no Palácio, principalmente seu trineto, o imperador Francisco José, que reinou por 68 anos. Francisco José foi casado com Sisi, a imperatriz  Isabel da Áustria, que se tornou uma lenda.

Imperatriz Leopoldina do Brasil.
Imperatriz Leopoldina do Brasil. fonte: Wikipédia.

O Brasil tem uma ligação bastante próxima com a família Habsburgo e com o Palácio Schönbrunn. A imperatriz Leopoldina era  Habsburgo-Lorena.

Maria Leopoldina (Carolina Josefa Leopoldina Francisca Fernanda de Habsburgo-Lorena) primeira esposa de D. Pedro I e Imperatriz Consorte do Império do Brasil passou sua infância no Palácio de Schönbrunn, até seu casamento com D. Pedro I em 1817, quando então veio para o Brasil.

A imperatriz Maria Teresa da Áustria era bisavó da imperatriz Maria Leopoldina do Brasil.

Com o final da monarquia em 1918, o Palácio de Schönbrunn passou a ser posse do governo da República da Áustria. Em 1996 ele passou a integrar a lista dos Patrimônios Culturais da UNESCO.

A visita ao interior do Palácio

Dos 1141 cômodos do Palácio de Schönburnn, 40 podem ser visitados no Grand Tour (o Sisi Ticket dá direito ao Grande Tour).  O Imperial Tour é um pouco mais reduzido mas passa pelos principais salões do palácio. Logo na entrada, recebemos os áudio guides, tem em várias línguas, inclusive em português.  Não é permitido fazer fotos dentro do palácio, o que acho uma pena pois as fotos facilitam as nossas lembranças.

A visita começa pela Sala da Guarda, este espaço era o posto da guarda pessoal do imperador Francisco José I. Segue pela sala e bilhar, escritório e quarto do imperador Francisco José I.

Quarto Imperador Francisco José I. Crédito: Schönbrunn site oficial.
Quarto Imperador Francisco José I. Crédito: Schönbrunn site oficial.

Seguimos a visita passando por diversos cômodos, todos muito bonitos, até chegarmos ao Salão dos Espelhos. Eu fiquei deslumbrada com este salão. Decorado em branco e dourado, no estilo rococó, era este salão que a imperatriz Maria Teresa utilizava para as festividades em família e foi nesta sala que em 1762, à frente da imperatriz, que teve o primeiro concerto de Mozart, quando ele contava com apenas 6 anos de idade. Seu pai, todo orgulhoso, escreveu que tendo terminado de tocar, “o pequeno Wolfgang saltou para o colo de sua Majestade, a abraçou pelo pescoço e a beijou impulsivamente”.  ❤

Salão dos Espelhos. Crédito: Schönbrunn site oficial.
Salão dos Espelhos. Crédito: Schönbrunn site oficial.

Continuando a visita, chegamos na Grande Galeria, um salão espetacular. Com mais de 40 metros de comprimento por aproximadamente 10 metros de largura, a Grande Galeria era utilizada pela família imperial para bailes, festas e jantares de gala. Antes da eletrificação do palácio em 1901, cada um dos grandes candelabros possuía 70 velas.

Quem lembra da valsa dançada neste salão no vídeo do concerto do André Rieu?

Schönbrunn, Grande Galeria.
Schönbrunn, Grande Galeria. Crédito: Schönbrunn site oficial.

O parque e os jardins

Terminada nossa visita ao interior do Palácio, ainda sem almoçarmos, comemos um cachorro quente numa das banquinhas da área de alimentação e seguimos para conhecer o parque e os jardins. Ele é imenso, situa-a na parte de trás do Palácio e tem aproximadamente 1,2 km2 de área.

Os jardins do Palácio de Schönbrunn.
Os jardins do Palácio de Schönbrunn. Foto: Maria Eugênia.
Os jardins do Palácio de Schönbrunn. Ao fundo o Gloriette.
Os jardins do Palácio de Schönbrunn. Ao fundo o Gloriette.

Os jardins franceses foram desenhados por Jean Tréhet no ano de 1695. O jardim é plano e termina na Fonte de Netuno. A fonte foi projetada na década de 1770 como parte do design dos jardins, encomendado pela Imperatriz Maria Teresa.

Observe que no centro do grupo de figuras está Netuno em uma carruagem em forma de concha, com seu tridente na mão. À esquerda dele está uma ninfa e à sua direita a deusa do mar, Tétis.

A fonte de Netuno em Schönbrunn, Viena.
A fonte de Netuno em Schönbrunn, Viena.
Gloriette

Após a fonte de Netuno há uma elevação e no seu topo encontra-se o Gloriette. Erguida no alto da colina, o Gloriette é uma arcada construída em 1775, a mando da Imperatriz Maria Teresa, como um memorial à Guerra Justa (a que conduz à paz). Como se alguma guerra fosse justa… 🙁

O Gloriette em Schönbrunn.
O Gloriette em Schönbrunn. Foto: Maria Eugênia.
O Gloriette em Schönbrunn.
O Gloriette em Schönbrunn, Viena.

A colina do Gloriette fica cheia de gente curtindo a vida e tendo essa vista espetacular do Palácio. Fomos no verão e pegamos muitos dias bonitos. Este dia da visita ao Schönbrunn começou com garoa e frio, mas enquanto percorríamos a parte interna do Palácio, o tempo abriu e São Pedro nos presenteou com um dia maravilhoso.

Schönbrunn. A colina do Gloriette e ao fundo o Palácio.
Schönbrunn. A colina do Gloriette e ao fundo o Palácio.

Todo o parque é bem sinalizado com placas indicativas da localização de suas atrações. Do Gloriette seguimos  pelo caminho à esquerda do mapa, até o Obelisco.

Planta do parque do Palácio Schönbrunn.
Planta do parque do Palácio Schönbrunn, clique para ampliar.
Fonte Obelisco

Erguido ao mesmo tempo e não muito longe da Ruína Romana, a Fonte do Obelisco foi planejada para completar o programa iconográfico do parque em Schönbrunn, como um símbolo de estabilidade e permanência.  Assim como a Fonte de Netuno, a Fonte Obelisco também foi projetada por Johann Ferdinand Hetzendorf von Hohenberg.

Junto com o Gloriette e o Jardim Zoológico é um dos pontos focais mais importantes nos jardins de Schönbrunn.

A fonte Obelisco em Schönbrunn.
A fonte Obelisco em Schönbrunn. Foto: Maria Eugênia.

Continuando o passeio pelo parque do Schönbrunn, chegamos às falsas Ruínas Romanas.

As Ruínas Romanas do Schönbrunn.
As Ruínas Romanas do Schönbrunn. Foto: Maria Eugênia.
As falsas Ruínas Romanas

Originalmente conhecida como a Ruína de Cartago, a Ruína Romana é mais uma obra projetada pelo arquiteto Johann Ferdinand Hetzendorf von Hohenberg e erguido com uma característica arquitetônica inteiramente nova em 1778.

A Ruína Romana consiste em uma piscina retangular cercada por um enorme arco com paredes laterais, evocando a impressão de um antigo edifício que desmoronou lentamente no chão. Na piscina em frente à ruína há um arranjo aparentemente aleatório de fragmentos de pedra que sustentam um grupo de figuras representando os deuses dos rios Danúbio e Enns.

Ruínas Romanas do Palácio Shcönbrunn.
Ruínas Romanas do Palácio Shcönbrunn. Foto: Maria Eugênia.

A moda das ruínas pitorescas que se difundiram com a ascensão do movimento romântico, logo após a metade do século XVIII simbolizava tanto o declínio das grandes potências como a preservação dos restos de um passado heroico.

Ruínas Romanas do Palácio Shcönbrunn.
Ruínas Romanas do Palácio Shcönbrunn. Foto: Maria Eugênia.
Outras atrações

Além dessas atrações, o parque do Palácio de Schönbrunn conta com outras que nós não conhecemos, como o Jardim do Príncipe, Labirinto, Zoológico, Museu das Carruagens, Orangery, a Casa das Palmeiras e Jardim Botânico entre outros. Destes, eu lamento não ter conhecido Casa das Palmeiras e o Jardim Botânico.

O trenzinho

Fizemos todo o trajeto a pé, mas para quem achar que é muito pesado (com certeza é) há um trenzinho que leva os turistas aos principais pontos turísticos do parque.

O trenzinho do Schönbrunn.
O trenzinho do Schönbrunn.

Como chegar

O Palácio está localizado no Hietzing (13º distrito de Viena), fica um pouco afastado das demais atrações da cidade mas é muito fácil de chegar. Pegando o metrô U4 sentido Hütteldorf, desce na estação Schönbrunn e aí é só seguir o fluxo das pessoas. Sempre haverá um monte de gente indo para lá. 🙂

Transporte público: Metrô: U4 ou Tram linhas 10 e 60 ou ônibus  linha 10A.

Horários, tempo de visitação e aquisição dos tickets

O Palácio está aberto todos os dias do ano inclusive nos feriados. O horário de visitação inicia às 8h da manhã e o término varia de acordo com a época do ano. Confira os horários aqui.

O tempo de visitação sugerido pelo site oficial é de aproximadamente 60 minutos para o Grand Tour e um pouco menos para o Imperial Tour. Nós ficamos 5 horas nas dependências do Schönbrunn entre a visita ao Palácio e aos jardins. No interior do Palácio ficamos em torno de uma hora, que é a previsão do site oficial.

Os ingressos podem ser adquiridos online ou no local no dia da visitação. No local existem máquinas que vendem ingressos e, para quem preferir, há o atendimento presencial. Escolhemos o atendimento presencial, que aliás não tinha fila significativa, creio que havia umas 10 pessoas na nossa frente, foi rápido.

Escolhemos o Sisi Ticket. Na opção de aquisição online não encontrei o bilhete para estudante, no presencial estudante com até 25 anos paga menos. A carteira de estudante internacional ISIC deve se apresentada na ocasião da compra do ticket.

Por onde começar. Créditos: Site Oficial Schönbrunn
Por onde começar. Créditos: Site Oficial Schönbrunn

O Sisi Ticket é um bilhete único para três atrações:
=> O Grand Tour do Palácio de Schönbrunn com áudio guia (tem em português).
=> O Hofburg incluindo o Museu Sisi, Imperial Apartments e Coleção Imperial de Prata com áudio guia.
=> Coleção de Móveis Imperiais.

O Sisi Ticket é válido por um ano a partir da data de emissão e é um “fura fila” para o Palácio de Schönbrunn. Veja as outras opções de ingressos aqui.

Sisi-ticket Schönbrunn, Viena
Sisi-ticket

Terminado nosso passeio ao Schönbrunn, pegamos o metrô e fomos ao centro da cidade para ver a Catedral iluminada pelos raios de sol no final da tarde. Depois voltamos para nosso apartamento. Quer dica de como se hospedar barato em Viena? Clique aqui.

Mais posts da viagem pela Europa Central

-> Eurotrip: nossa viagem pela Áustria, Polônia, Eslováquia e Hungria.
-> Viajando de automóvel pelos países da Europa Central - todas as dicas
-> Onde se hospedar em Viena
-> Visita ao Palácio de Schönbrunn em Viena
-> Nossa visita ao Museu de História Natural de Viena

Palácio de Schönbrunn, Viena.
Palácio de Schönbrunn, Viena. Foto: Maria Eugênia

Resumo das dicas

  • Reserve um dia inteiro para o Palácio Schönbrunn.
  • A visita aos jardins é gratuita,mas paga-se algumas atrações em separado.
  • Vá com sapatos confortáveis, porque vai andar muito!
  • Seguro Viagem é obrigatório para ir para a Europa, não esqueça disso.
  • Para fazer viagem econômica, se puder, fuja do mês de julho.
  • Alugar apartamento pode ser  mais econômico que ficar em hotel, veja nossas dicas aqui.
Apto em Viena, Áustria.
Espia que lindo nosso apto em Viena. Estávamos preparando o jantar.

Para planejar sua viagem

Booking.com - Hotel, hostel ou apartamento? O booking.com é fácil de reservar e fácil de cancelar. Aproveite os descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis. Observe as regras de cancelamento de cada hospedagem.

Airbnb - Se viajar mais como local do que como turista é o seu estilo, no Airbnb você encontra casas, apartamentos e até quartos na casa de alguém.

Flixbus - Transporte público para viajar entre cidades. A Flixbus é uma empresa de ônibus que atua em grande parte da Europa. São 1700 destinos em 28 países.

Aluguel de carro - Está pensando em alugar um carro? Faça cotação com a  Rentcars, pagamento em reais, sem IOF nas reservas internacionais, feitas no Brasil.

Seguro viagem, nunca viaje sem ele.

Seguros Promo
Na Promo, você escolhe a seguradora entre as mais famosas do mercado.

Mondial Seguro Viagem
Com a Mondial o seu seguro é Allianz. Faça seguro e viaje tranquilo.

Referências

Palácio de Schönbrunn – Site Oficial
Palácio Schönbrunn – Wikipédia
Maria Teresa da Áustria – Wikipédia

A pesquisa sobre o Schönbrunnfoi elaborada por minha filha Maria Vitória. Sem a ajuda dela, essa viagem seria impossível.  Se você gostou do post, clique no curtir abaixo. 😉

Veja também

Escreva seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.