Eslováquia, porque você tem que conhecer

Se tem um país bonito para conhecer, esse país é a Eslováquia. Pensa num país bonito com montanhas, castelos, cavernas, com aldeias medievais que fazem parte do Patrimônio da UNESCO e povo simpático. A Eslováquia é tudo isso.

O que conhecer na Eslováquia

A Eslováquia é um país da Europa Central que faz divisa a oeste com a República Checa (Tchéquia) e Áustria, ao norte com a Polônia, ao leste com a Ucrânia e com a Hungria ao sul. Saindo da Polônia, no sentido Hungria, o caminho é através da Eslováquia.

A capital é a cidade de Bratislava, que muitos turistas brasileiros conhecem porque fica muito próxima de Viena e é fácil fazer um bate-volta com transporte público.

Bratislava, a capital da Eslováquia.

Bratislava, a capital da Eslováquia. Foto: Maria Eugênia

A Eslováquia, como país, é muito nova. Ela estabeleceu-se como país independente em 1992, quando ocorreu a separação da Checoslováquia em dois países independentes, a República Checa e a República Eslovaca, porém, a história dessa região é muito mais antiga. O território onde é a atual Eslováquia começou a ser colonizado pelos celtas por volta de 450 a.C e há um longo período de história, anexações e guerras na região.

Rodando pela Eslováquia.

Rodando pela Eslováquia.

O país é uma economia avançada de alta renda, pertence à União Europeia desde 2004 e faz parte da zona do euro e do Espaço Schengen.

Nossa passagem pela Eslováquia

Vou contar tudo que pesquisamos sobre o que fazer e o que conhecer na Eslováquia. São “As dicas“, para você guardar com carinho, no fundo do coração, para quando fizer seu roteiro pela Eslováquia.

Como comentei no primeiro post desta série, saímos de Viena e fomos para a Cracóvia (Polônia). Depois de visitarmos a região da Cracóvia, descemos no sentido sul para Budapeste e aí cruzamos a Eslováquia. Olhem a Cracóvia ao norte, na pontinha do mapa.

Nosso primeiro ensaio de roteiro previa um pernoite de Kosice e uma passagem pela Miskolctapolca Cave (Hungria) antes de chegarmos em Budapeste, mas, exato no dia que deveríamos passar por lá era o dia que a cave estava mais lotada segundo os comentários que lemos na internet. Analisando o mapa, o que conhecer e o nosso tempo (que era limitado), resolvemos fazer o roteiro por Ružomberok, sem passar por Kosice.

A cidade de Ružomberok

Ružomberok está situada no sopé leste das montanhas Veľká Fatra a 2h30 de Cracóvia de automóvel e a 4 horas de Budapeste. Possui temperaturas amenas no verão e pode fazer muito frio no inverno. É uma região onde se pratica os esportes de inverno. Para ir da Cracóvia para Ružomberok com transporte público, a melhor opção é o ônibus da Flixbus, assim como de Ružomberok para Budapeste, também. Todavia, eu recomendo que se faça de automóvel, para poder ter facilidade de conhecer as coisas lindas da região.

A cidade de Ružomberok nós realmente não conhecemos, só nos hospedamos. Vindo da Cracóvia, antes de chegarmos em  Ružomberok,  passamos no Castelo de Orava. Era final da tarde, só olhamos por fora, achamos lindo e deixamos para conhecer o seu interior no dia seguinte, porque naquele dia não dava mais tempo.

Castelo de Orava. Eslováquia.

O imponente Castelo de Orava. Tínhamos que conhecer!

No acesso ao castelo, o GPS nos mandou sair da estrada principal e pegamos uma estradinha esquisita. Na época não entendi porque o GPS nos mandou por ali, depois vendo no mapa, vi que era o caminho “um pouco” mais curto. Gente! Olha nosso carro em baixo da ponte! Não sei porque o GPS nos mandou por este caminho quando tem uma ótima estrada asfaltada pelo outro lado e a distância nem era tão diferente assim, hahaha.

Slovakia, Orava Catle. Ružomberok

Tentando ir ao Castelo de Orava. As vezes o GPS nos mandava por caminhos estranhos…

Deixamos a região do castelo e seguimos para Ružomberok, quando pegamos uma chuva torrencial. Conversávamos por whatsapp com a proprietária da casa (que alugamos pelo booking), explicando que pegamos uma chuva torrencial, havíamos nos perdido e já estávamos chegando. Passamos para a proprietária a nossa localização no Google e ela podia acompanhar onde estávamos.

Nossa casa na Eslováquia

Apartmány Hrabovo Zuzana, nossa casa na Eslováquia ❤️❤️

A proprietária era muito simpática e a casa um show! Quando chegamos, ela estava com um casal de amigos nos esperando, porque ela não falava inglês e nós não falávamos nenhuma das línguas que ela falava (polonês, russo, eslovaco e sérvio). A amiga foi a intérprete e a Maria Eugênia foi quem manteve a conversa com ela. Nos explicou os procedimentos de entrada, saída, etc e ficamos naquela casa maravilhosa, naquele lugar maravilhoso e eu lamentando ter contratado só um pernoite.

A casa onde nos hospedamos em Ružomberok

A casa é espetacular. Um espaço completo, lindo, super bem cuidado, me arrependi de não ter ficado dois pernoites por ali. Nosso apartamento, vamos chamar assim, ocupava todo o espaço térreo da casa. O espaço superior era outra moradia.

Eslováquia. Apartmány Hrabovo Zuzana

Este é um dos quartos da casa que alugamos pelo booking. Foto: Maria Vitória

A casa tem uma cozinha totalmente equipada com fogão, geladeira e micro-ondas, louças, talheres e taças. O banheiro possui duas cubas e a máquina de lavar-roupas. Os quartos são enormes, extremamente confortáveis, tudo perfeito.

O que me chamou a atenção nessa viagem foi o alto padrão dos apartamentos que locamos por um preço super atraente. Tanto este como os dois apartamentos que locamos em Viena foram espetaculares. Se vocês estiverem planejando um roteiro semelhante e forem passar por aqui, podem se hospedar no Apartmány Hrabovo Zuzana que vocês vão adorar!

Ružomberok, Eslováquia

Esta é a parte dos fundos da casa do Apartmány Hrabovo Zuzana

O que conhecer na região de Ružomberok

Das atrações da região de Ružomberok eu destaco o Castelo de Orava, o Castelo de Likava e a aldeia Vlkolínec.

O Castelo de Orava

O Castelo, assim como outros da Eslováquia, fica no local de antigas fortalezas de madeira e foi construído após a invasão tártara em 1241. Originalmente foi construído em estilo românico e gótico e depois reconstruído nos estilos renascentista e neogótico, consiste em vários edifícios copiando a forma da rocha do castelo. O Castelo de Orava é um notável complexo de edifícios dos castelos inferior, central e superior, com palácios, fortificações e torres.

A entrada do Castelo de Orava.

A entrada do Castelo de Orava. Foto: Maria Eugênia.

O Castelo de Orava, Eslováquia.

O Castelo de Orava, Eslováquia. Foto: Maria Eugênia.

As visitas são guiadas, não há visita livre, são faladas somente em eslovaco, mas há áudio-guia para outras línguas. Meu marido e filhos baixaram o áudio-guia, o meu deu problema, eu não consegui baixar, mas mesmo assim valeu a pena! 🙂

O Castelo de Likava

A primeira referência ao castelo de Likava é de 1315. Sua construção começou com a intenção de ter um ponto de guarda sobre a passagem do rio Váh e da rota comercial da bacia Váh para Orava e para a Polônia.

A partir do final do século XIV pertenceu a várias famílias importantes, especialmente Hunyady, Illésházy e Thököly. Nos anos de 1431 a 1434 foi uma importante fortaleza hussita. No início do século XVIII, as tropas de František Rákoczi derrubaram completamente o Castelo e ele gradualmente caiu em ruínas. Após uma reconstrução recente, a torre Hunyadyho veža foi aberta ao público. Contém a exposição da história do Castelo.

Castelo de Likava.

Castelo de Likava. Créditos: Liptovské múzeum 

Não visitamos o Castelo de Likava. O site do museu é escrito em eslovaco, sem versão em inglês. A visitação acontece somente no período do verão e paga-se uma pequena taxa. Mais detalhes vocês encontram no site do Liptovské múzeum. Como nosso tempo era pouco, preferimos conhecer o Castelo do Orava.

Vlkolínec

Vlkolínec é uma aldeia histórica, tombada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO e é uma das dez aldeias da Eslováquia que receberam o status de reservas de arquitetura folclórica. Está localizada nos Cárpatos Ocidentais, nas montanhas Veľká Fatra.

Vlkolínec, Eslováquia

Vlkolínec, rua principal

A aldeia possui 55 casas de troncos, cada uma delas composta de dois ou três quartos, algumas em cor de madeira, outras muito coloridas enfileiradas ao longo da rua principal. Veja mais sobre a aldeia Vlkolínec aqui.

Vlkolínec, Eslováquia

Vlkolínec, Eslováquia. Foto: Maria Vitória.

Ficamos pouco tempo na aldeia porque começou a se aproximar uma nuvem de chuva e achamos mais prudente seguirmos viagem por ainda tínhamos 3h30 de estrada até chegar em Budapeste.

Estrada na Eslováquia

E a chuva chegou. Foto Maria Eugênia.

Localização

No mapa abaixo você vê a localização do Castelo de Orava, um pouco mais ao sul o Castelo de Likava, a cidade de Ružomberok e a aldeia Vlkolínec.

Bratislava a capital da Eslováquia

Bratislava, a capital da Eslováquia, está situada na fronteira com a Áustria e com a Hungria. Uma localização curiosa para a capital de um país.

Bratislava, capital da Eslováquia.

Bratislava, a capital da Eslováquia. Foto: Maria Eugênia

Passamos por Bratislava quando voltamos de Budapeste (Hungria) para Viena (Áustria), já no final de nossa viagem. Muitas pessoas fazem um bate-volta de Viena para a Bratislava, ou mesmo passam por Bratislava rapidamente quando estão se deslocando entre Áustria e Hungria, que foi o que fizemos.

Bratislava- Capital da Eslováquia.

Bratislava- Capital da Eslováquia. Foto: Maria Eugênia

Chegamos na cidade, achei o trânsito muito confuso, deixamos o carro num estacionamento e conhecemos o centrinho da cidade a pé.

Outros locais da Eslováquia que vale a pena serem explorados

Se tivéssemos mais dois dias disponíveis nessa viagem, ao invés de termos seguido de Ružomberok direto para Budapeste, o legal teria sido irmos para Kosice, passando na região dos Tratas, das cavernas da Eslováquia, podendo conhecer a Demänovská jaskyňa slobody (Caverna da Liberdade de Demänovská), passando pelo Castelo de Spiš  e fazendo um pernoite em Kosice.

Demänovská jaskyňa slobody

Demänovská jaskyňa slobody. Créditos: SlovakiaTravel

Eu já havia selecionado a hospedagem em Kosice, em um apartamento super novo que eu adorei, porém acabamos mudando a rota e não fomos para lá. Mas deixo pra vocês a dica desse roteiro que é bem interessante. Vejam abaixo a foto do apartamento. Lindão né?

Apartmány Kukučín. Kosice

Apartmány Kukučín. O que eu selecionei em Kosice. Créditos: booking.com

Quem for fazer o roteiro por Kosice, depois de Kosice, seguindo para Budapeste, tem coisas interessantes neste caminho já em terras húngaras.

Foram dois meses de pesquisa e muito trabalho para fecharmos esse roteiro pela Eslováquia. A maior parte das informações eram obtidas só em eslovaco e alguma coisa em inglês. A Maria Vitória foi a responsável pelas pesquisas e seleção de conteúdo na Eslováquia.

Para essa viagem de automóvel, pesquisamos muito sobre as estradas. Se você quer saber como funcionam os pedágios, vignette, aluguel de automóvel e cross border fee tem tudo explicado no post Viajando de automóvel pelos países da Europa Central.

 

Quer saber mais sobre a Eslováquia? Escreva sua pergunta nos comentários.
E você? Já conheceu essa linda região da Eslováquia? Conte-nos como foi sua experiência.

 

Eslováquia

Eslováquia. Concordam que é linda? Foto: Maria Eugênia

Para planejar sua viagem

Booking.com - Hotel, hostel ou apartamento? No booking é fácil reservar e fácil de cancelar. Aproveite os descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis. Observe as regras de cancelamento de cada hospedagem.

Airbnb - Se viajar mais como local do que como turista é o seu estilo, no Airbnb você encontra casas, apartamentos e até quartos na casa de alguém.

Flixbus - A Flixbus é uma empresa de ônibus que atua em grande parte da Europa. São 1.700 destinos em 28 países.

Aluguel de automóvel - Pensando em alugar um carro? Na Rentcars você paga em reais e sem IOF nas reservas internacionais feitas no Brasil.

Seguros Promo - Você escolhe a seguradora entre as mais famosas do mercado.

Reservas on-line de passeios, ingressos e outras atividades turísticas
No Brasil - TourOn
No exterior - GetYourGuide e Civitatis

Gostou do blog? 😊 O Conheci e Curti participa de programas de afiliados de empresas do setor de viagens e turismo. Isso significa que se você fizer alguma reserva através dos links aqui no blog você nos ajuda com uma pequena comissão. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo para o Conheci e Curti!

 



Booking.com

Referências

Wikipédia
Vlkolinec
Liptovské múzeum
Slovakia.travel

Foto de capa: Maria Eugênia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Só conheci uma cidadezinha da Eslováquia, toda congelada no auge do inverno, foi mágico! Quero muito voltar e explorar mais

    • Cruzamos a Eslováquia no sentido norte-sul porque estávamos indo da Cracóvia para Budapeste. Passamos por locais lindos na região das montanhas Veľká Fatra, onde está a cidade de Ružomberok onde nos hospedamos. No inverno essa região deve ser congelante como a cidadezinha que vc ficou, é uma região de esporte de inverno, mas nós passamos por lá no verão. Se você voltar para a Eslováquia (no verão hahaha) explore essa região, é linda demais!