Visitando o Palácio Esterházy na Áustria

Palácio de Esterházy - Áustria


A visita ao Palácio Esterházy foi o passeio mais interessante que fizemos neste nosso último dia de viagem, isso porque Esterházy é considerado um dos mais belos palácios barrocos da Áustria. É um palácio do século XIII, mas foi remodelado e reformado constantemente, até que chegou à sua forma atual.

Num dia de rara eficiência, onde conseguimos visitar a Ópera de Viena e terminamos relativamente cedo a visita ao Castelo Kreuzenstein, achamos que dava para colocar mais um castelo ou palácio na nossa lista. Pesquisando, entre os previamente selecionados, qual era mais próximo de onde estávamos, concluímos que dava para tentar chegar em Eisenstadt, que fica ao sul de Viena, para conhecermos o Palácio Esterházy (lembrando que estávamos 30 km ao norte de Viena).

Palácio Esterházy
Palácio Esterházy. Foto: Mª Eugênia

Pequena história do Palácio Esterházy

O Palácio foi originalmente construído no século XIII como um castelo medieval. Em 1622, quando o governo de Eisenstadt passou a ser propriedade de Nikolaus Esterházy, o palácio foi junto no pacote. A partir daí, e por mais de 300 anos, foi residência oficial da família húngara Esterházy e é daí que vem este nome nada alemão do palácio. 🙂

Palácio Esterházy, Áustria
O Palácio Esterházy e o jardim frontal. Foto Mª Eugênia

Durante o século XVIII, as reformas concentraram-se no interior do edifício, nesta fase pouco foi alterado na fachada externa. A próxima grande reforma ocorreu na virada do século XIX, quando o príncipe Nikolaus II (1765-1833), com o arquiteto Charles Moreau, o transformou em uma residência contemporânea.

Após a Segunda Guerra Mundial, o governo de Burgenland alugou extensas partes do palácio e ele passou a sediar órgãos e departamentos de governo.

Em 2010, a Fundação Privada Esterházy assume o controle do palácio e ele tornou-se mais uma vez um centro cultural e um espaço de eventos. Atualmente funciona como museu de artes, local de exposições e festivais.

Nossas peripécias para chegar lá

Quando escrevi no início deste post “tentar chegar” era tentar mesmo, porque estávamos no final da tarde e a distância entre Kruezenstein e o palácio Esterházy é de 60 km, o que dava mais ou menos 1 hora de viagem. Destino plotado no Google Maps, distância e horário calculados, chegamos à conclusão que desde que não errássemos nada pelo caminho dava para chegar em cima da hora do último horário de visitação e então, lá fomos nós!

Chegamos no Palácio Esterházy no limite de fechar a última visita guiada, só que quando lá chegamos, não havia mais visita, o guia não estava mais lá! Não entendi se era porque chegamos tarde, ou se naquele dia o último horário de visita foi suspenso porque haveria uma apresentação no Haydnsaal.

Palácio Esterházy, Áustria
Palácio Esterházy, chegamos por aqui.

Ficamos na portaria, sem saber o que fazer. Os negociadores eram meus filhos, já que são fluentes em inglês e alemão. A pessoa da portaria que nos atendeu pediu que esperássemos um pouco e alocou uma funcionária do Palácio Esterházy para nos acompanhar. Ela não era guia oficial, porém era pesquisadora e entendia tudo sobre a história do  palácio e foi quem nos acompanhou na visita guiada.

Ao nosso grupo se juntou uma outra família, um casal com duas crianças, e foi graças ao profissionalismo e simpatia da equipe, que conhecemos o Palácio.

A visita ao Palácio Esterházy

Conhecemos alguns dos principais ambiente do Palácio, porém como nossa visita foi um pouco especial, não posso afirmar qual o tipo de tour que fizemos hahaha, mas vamos ver o que vimos. 🙂

Palácio Esterházy
Interior do Palácio Esterházy

O apartamento da princesa

O apartamento da princesa é composto de vários cômodos, entre eles a Sala de Estar, o Quarto de Dormir, Escritório, entre outros.

Ao longo dos séculos, o Palácio Esterházy não foi apenas um edifício de pompa e exibição, ou um local onde a nobreza celebrava suas festas. Também foi um local de moradia, onde as princesas Esterházy passaram a maior parte de suas vidas.

A sala de estar do apartamento da princesa

O hoje Salão Vermelho, decorado com revestimento de parede em seda vermelha desde a segunda metade do século XIX, era originalmente a Sala de Estar da Princesa. Era uma espécie de sala de audiência e era ali que a dona da casa recebia seus convidados.

Palácio Esterházy - apartamento da princesa
A sala de estar do apartamento da princesa no Palácio Esterházy. Foto: Mª Eugênia

O Salão Vermelho é dedicado aos laços entre a família Esterházy e o último grande casal da monarquia dos HabsburgosSissi e Franz Joseph I. No entanto, o foco principal das exposições são três mulheres: Princesa Marie, nascida Princesa von und zu Liechtenstein e esposa do Príncipe Nikolaus Esterházy II. Princesa Therese, nascida Princesa von Thurn und Taxis e esposa do Príncipe Paul Anton Esterházy III, e Lay Sarah, filha de George Chil-Villiers, Conde de Jersey e esposa de Nikolaus Esterházy III.

Nas paredes, em destaque, os quadros da Imperatriz Elisabeth (Sissi) e do Principe Nikolaus Esterházy III.

Palácio Esterházy
A sala de estar do apartamento da princesa no Palácio Esterházy

O quarto da princesa

Originalmente, o quarto do apartamento era decorado em um esquema de cores azul, criando um ambiente calmo e fresco no aposento. Papel de parede, cortinas, a grande cama, móveis estofados, tudo estava neste tom. Apenas os móveis laqueados de branco e o vermelho do mármore do tampo da mesa do console adicionavam toques marcantes ao esquema.

Palácio Esterházy - apartamento da princesa
O quarto da princesa no Palácio Esterházy

Em meados do século XIX, foram acrescentados os retratos que transformaram o ambiente em um local de comemoração familiar. O design da sala foi novamente alterado no século XX, com o acréscimo dos grandes espelhos, dos consoles com entalhes em estilo chinês, além dos requintados papéis de parede chineses do século XVIII.

O escritório do apartamento da princesa

Aqui também vemos uma forte influência de elementos de decoração com motivos chineses. As imagens chinesas que decoram o escritório, mostram cenas do cotidiano da época.

A principal peça do escritório é a escrivaninha (não fotografei) onde as princesas se ocupavam das correspondências e há também um sofá para descanso, uma vez que a tarefa de receber e responder mensagens era bastante árdua na época (já que não havia computador, rss 😮 ).

Palácio Esterházy - apartamento da princesa
O escritório da princesa no Palácio Esterházy

Quarto da dama de companhia

O quarto da dama de companhia era próximo ao quarto de vestir da princesa, isso era fundamental para o atendimento da dona da casa. A elevada posição da dama de companhia comparada aos demais empregados e a estreita relação com a princesa, refletiram-se na decoração interior deste quarto, que era mais requintada do que os aposentos dos criados no piso mezanino.

Palácio Esterházy - apartamento da princesa
O quarto da dama de companhia da princesa no Palácio Esterházy

O quarto dos empregados no mezanino do palácio.

Palácio Esterházy
O quarto dos empregados no mezanino.

Haydnsaal, o Grande Salão

O Haydnsaal era o salão de baile barroco do palácio, decorado com afrescos, tanto nas paredes quanto no teto. Era conhecido como o Grande Salão. Foi no século XX que o salão recebeu o nome de Haydnsaal em homenagem ao compositor Joseph Haydn, que esteve a serviço da família Esterházy por aproximadamente quarenta anos.

O salão possui excelente acústica e por isso é usado para mais de 100 eventos durante o ano. No dia de nossa visita, o salão estava sendo preparado para uma apresentação que aconteceria um pouco mais tarde.

Palácio Esterházy, Áustria
O Haydnsaal no Palácio Esterházy.

O grande salão foi significativamente alterado no final do século XVIII, quando o palácio foi remodelado em estilo neoclássico. Entre remoção de paredes, fechamento de portas, abertura de janelas e outras alterações, resolveram alterar a decoração das paredes internas, substituindo os afrescos pintados por Carpóforo Tencalla, no século XVII, por festões de flores e medalhões de reis húngaros. Somente os painéis do teto foram preservados.
*E a gente pensando que é só no Brasil que isso acontece!

Palácio Esterházy, Áustria
Pintura no teto do Haydnsaal feita por Carpóforo Tencalla. Foto: Mª Eugênia

Carpóforo Tencalla foi um pintor barroco de afrescos e telas. Ele introduziu na Europa Central, o estilo pictórico italiano do século XVII com temas mitológicos, revivendo a arte de afrescos em grandes superfícies. Entre suas obras está a decoração dos quartos da ala Leopoldina do Palácio Hofburg, em Viena.

A capela do palácio

A capela do Palácio Esterházy foi construída durante o governo do Príncipe Paulo Esterházy I que, entre 1663 e 1672, transformou o antigo castelo de Eisenstadt em uma residência suntuosa.

Aqui foi um dos locais onde o famoso compositor austríaco Joseph Haydn trabalhou. E foi provavelmente nesta capela que a obra “Missa in angustiis” de Haydn, encomendada por Nikolaus II para comemorar o dia do nome de sua esposa Marie, foi apresentada pela primeira vez.

Palácio Esterházy - capela
A capela do Palácio Esterházy

Há uma múmia na capela? Sim, há! Isso porque o Papa Inocêncio XI enviou, em 1685, a relíquia da catacumba Saint Constantine a Paul Esterházy I. E ela jaz aqui nesta urna de vidro.

Palácio Esterházy - capela
Uma múmia no interior da capela do Palácio Esterházy

O café e pizzaria Pizza Boy

Terminamos a visita guiada e estávamos morrendo de fome! Depois dos primeiros dias de viagem, quando levávamos susto com o preço da alimentação, já estávamos espertos. Fazíamos nossos sanduíches em casa, já que nesta viagem ficamos hospedados em apartamentos e apart-hotéis, e levávamos os sanduiches de almoço na mochila. Com isso, não perdíamos tempo pesquisando restaurantes, horário, cardápio e não levávamos susto com o preço da alimentação na Áustria.

Eisenstadt - Pizza Boy
O simpático Pizza Boy

Saímos do Palácio Esterházy e demos de cara com um simpático local chamado Pizza Boy. Achei o nome curioso e fomos ver o que havia para comer. Gente! Cada doce mais lindo que o outro e foi ali mesmo, nas proximidades do Palácio, que fizemos nosso lanche da tarde, antes de retornarmos para Viena para arrumar as malas, guardar o sonho na lembrança e voltar para o Brasil.

Palácio Esterházy
Nosso lanchinho no Pizza Boy. Pensa num doce gostoso! Foto: Mª Vitória

Como chegar ao Palácio Esterházy

O palácio está localizado em Eisenstadt, a 58 km ao sul de Viena.

De automóvel saindo de Viena
Pegue a rodovia A2 na direção de Graz, depois de um determinado tempo de viagem continua pela A3, depois segue pela B59 que é uma estrada de pista simples, com paisagem muito bonita, e aí chega lá. Hoje em dia, com GPS, ficou fácil!

Estacionamos o carro na rua, uma vez que chegamos após as 16 horas e depois desse horário o estacionamento na rua era livre. Há estacionamentos pagos na região, veja mais detalhes no site oficial do palácio, preferencialmente na versão em alemão, que na minha opinião é a mais atualizada.

De transporte público
Há uma linha de ônibus que sai da estação central de Viena  “Wien Hauptbahnhof” para Eisenstadt. O tempo de viagem é de aproximadamente 75 minutos, conforme informação do site oficial do palácio.
Também é possível ir de trem, neste caso a viagem dura cerca de 1 hora. Veja informações sobre os horários dos trens no site: www.oebb.at

Quanto custa e horário de visitação

O ingresso para adultos custa 12,00 €, referência de 2020, e há um pequeno desconto para algumas categorias e grupos familiares. Confira os valores atualizados no site oficial do palácio. Coloquei o link no final do post.

De julho a outubro, o palácio está aberto diariamente para visitação e nos meses de novembro e dezembro abre nos sábados, domingos e feriados. Não há informações no site oficial sobre os meses de janeiro a junho. O horário de visitação é das 10 h às 17 horas.

Fim de viagem, fim de sonho, até a próxima

Áustria - fim de dia
Áustria, fim de dia – foto Mª Eugênia
Áustria - fim de dia
Áustria, fim de dia – foto: Mª Eugênia
Áustria
Áustria – voltando para casa. Foto: Mª Eugênia

Outros Castelos e Abadias da Áustria

Acredito que talvez não tenhamos visto tudo que poderíamos ver, mas convenhamos que nossa visita não foi uma visita clássica, hahaha! Se você quiser conhecer o Palácio Esterházy posso garantir que vale a pena, mas fica a dica de chegar mais cedo e aproveitar para conhecer a Fortaleza Forchtenstein que também é mantida pela Fundação Esterházy e fica próxima, 25 minutos de automóvel entre eles.



Booking.com

 

E foi assim, conhecendo esses espetaculares castelos, palácio e abadia da Áustria, que encerramos nossa Eurotrip pelos países da Europa Central. No dia seguinte pegaríamos um voo de Viena para Paris e de lá para o Brasil.

Os posts desta viagem

Escrevi vários posts, porque é impossível colocar um roteiro tão espetacular em poucos posts. Estes são alguns posts desta viagem.

Áustria, Polônia, Eslováquia e Hungria
Eurotrip: nossa viagem pela Áustria, Polônia, Eslováquia e Hungria
Viajando de automóvel pelos países da Europa Central - todas as dicas

Polônia: visitamos Cracóvia, Auschwitz e a Mina de Sal
Eslováquia, porque você tem que conhecer
Budapeste, veja e se inspire num roteiro de 3 dias
Áustria: 8 Castelos, Palácios e Abadias próximos de Viena para conhecer num bate-volta


Tudo sobre Viena
Onde se hospedar em Viena
Roteiro de quatro dias em Viena
Nosso 1º dia em Viena – Palácio de Schönbrunn e Catedral de São Estevão
2º dia: Museu de História Natural, Catacumbas, Peterskirche, Ankeruhr e Stadtpark
3º dia: Igreja da Ordem Teutônica, Palácio Hofburg, Biblioteca Nacional, Votivkirche e Karlskirche
O 4º dia em Viena - Belvedere, Rathaus e Museu da História da Arte
Visita ao Palácio de Schönbrunn em Viena
Nossa visita ao Museu de História Natural de Viena
O Palácio de Hofburg e a história de Sissi, a Imperatriz da Áustria

 

Na minha opinião, alugar um automóvel para conhecer locais próximos de Viena ajuda muito, mas se você não quiser alugar, sempre dá para ir de transporte público, ou contratar um tour bate-volta para conhecer as regiões próximas. Só não deixe de conhecer, a Áustria é toda um cartão postal. ❤️

Dicas

  • Há locais espetaculares para serem explorados nas imediações de Viena, explore, conheça, curta!
  • Seguro Viagem é obrigatório para ir para a Europa, não esqueça disso.
  • Para fazer viagem econômica, se puder, fuja do mês de julho.
  • Alugar apartamento pode ser  mais econômico que ficar em hotel, veja nossas dicas aqui.

Para planejar sua viagem

Booking.com - Hotel, hostel ou apartamento? No booking é fácil reservar e fácil de cancelar. Aproveite os descontos exclusivos e as reservas com cancelamento grátis. Observe as regras de cancelamento de cada hospedagem.

Airbnb - Se viajar mais como local do que como turista é o seu estilo, no Airbnb você encontra casas, apartamentos e até quartos na casa de alguém.

Flixbus - A Flixbus é uma empresa de ônibus que atua em grande parte da Europa. São 1.700 destinos em 28 países.

Aluguel de automóvel - Pensando em alugar um carro? Pesquise a Rentcars, você paga em reais e sem IOF nas reservas internacionais feitas no Brasil.

Seguros Promo - Você escolhe a seguradora entre as mais famosas do mercado.

Reservas on-line de passeios, ingressos e outras atividades turísticas
No Brasil - TourOn
No exterior - GetYourGuide e Civitatis

Gostou do blog? 😊 Participamos de programas de afiliados de empresas do setor de viagens e turismo. Se você fizer uma reserva através dos nossos links, este blog recebe uma pequena comissão. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo. 

Referências

Nossa experiência pessoal
Palácio Esterházy e Fortaleza de Forchtenstein
Wikipédia

Gostou do Palácio Esterházy? Se o post contribuiu para a sua pesquisa de viagem, clique no curtir abaixo e deixe um joinha pra gente. 😉

Oi, gostou deste post? Deixe sua opinião nos comentários.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: